Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Filarmónica Recreativa Cortense

Filarmónica Recreativa Cortense

Cortes do Meio, Concelho da Covilhã, Distrito de Castelo Branco

XJAZZ - Ciclo de Jazz das Aldeias do Xisto com novos concertos até Dezembro

XJAZZ - Ciclo de Jazz das Aldeias do Xisto com novos concertos até Dezembro

Até 20 de Dezembro, o XJazz – Ciclo de Jazz das Aldeias do Xisto apresenta um cartaz recheado de espectáculos e residências artísticas: Guitolão (28 de Novembro), João Gentil (7 de Dezembro), Funky Bones Factory (13 Dezembro) e Chibanga Groove + Ibrahima Galissa (20 Dezembro).

E para assistir a estes concertos e passar uns dias únicos numa das mais bonitas regiões portuguesas, as Aldeias do Xisto criaram uma promoção exclusiva: uma estadia de duas noites, com pequeno-almoço, para duas pessoas no valor de 60 euros.

 

DUO GUITOLÃO – 28 de Novembro, Welcome Center Aldeias do Xisto (Lousã) – 22:00

Inserido na residência artística que decorre entre 26 e 30 de Novembro, realiza-se a 28 de Novembro o concerto do duo Guitolão, composto por António Eustáquio (Guitolão) e Carlos Barreto (contrabaixo), no Welcome Center Aldeias do Xisto, na Lousã. A particularidade deste concerto é que o mesmo tem por base uma homenagem a um dos músicos portugueses mais carismáticos de sempre: Carlos Paredes. A partir de um sonho do guitarrista, tornado realidade pelo construtor Gilberto Grácio, o Guitolão é um novo instrumento musical nascido em Portugal: trata-se de um cordofone, baseado na guitarra portuguesa mas com um registo mais grave. A particularidade é que, e apesar de ser um desejo antigo de Carlos Paredes, o músico nunca chegou a tocá-lo. O encontro entre António Eustáquio e Carlos Barreto faz-se, pois, sob a égide deste raro instrumento que, nas mãos de António Eustáquio ganha vida. Com Carlos Barreto a seu lado, o resultado final está bem perto das suas principais características: autenticidade de criatividade


JOÃO GENTIL – 7 de Dezembro, Igreja da Misericórdia (Álvaro) – 15:00

João Gentil vem apresentar um trabalho baseado no eixo transatlântico entre a cultura Portuguesa, Francesa e Argentina, visitando o Brasil. Um concerto que promete unir vários géneros musicalmente muito próximos, fazendo uma fusão cultural que permite reviver o tango de Astor Piazzolla a Richard Galliano, de Amália Rodrigues a Edith Piaf, visitando alguns mestres brasileiros como Hermeto Pascoal e Pixinguinha. No acordéon estará João Gentil, no contrabaixo Miguel Calhaz e nas guitarras Miguel Veras.


FUNKY BONES FACTORY – 13 de Dezembro, Casa da Cultura (Góis) – 21:30
Os Funky Bones Factory são um grupo de operários que não se intimida com as tarefas mais pesadas, nomeadamente a de levar uma contagiante onda de groove metalúrgico ao encontro das suas audiências. A maquinaria é liderada pelo sousafone de Sérgio Carolino a quem se juntaram os seus camaradas de longa data: Ruben da Luz, Paulo Perfeito e Daniel Dias nos trombones, Rui Bandeira no trombone baixo, Miguel Moreira na guitarra e um elemento propulsor de alta potência que é Acácio Salero na bateria. O produto dos Funky Bones Factory é uma colecção de temas originais que espelha a criatividade e excelência dos seus elementos. O seu trabalho já esteve patente em locais tão diversos como o Festival de Jazz de Sines e o Gravíssimo! 3º Festival e Academia Internacional de Metais Graves em Alcobaça. Este é um concerto comemorativo do Dia Internacional das Montanhas.


CHIBANGA GROOVE + IBRAHIMA GALISSA – 20 de Dezembro, Casa das Artes (Mirando do Corvo) – 21:30
O Chibanga Groove de Johannes Krieger é como que uma versão mais reduzida da Tora Tora Big Band, com a particularidade de esta formação transnacional nascida em Lisboa enfatizar as influências africanas – e tanto da África magrebina como da negra, mais a Sul – num jazz que se pretende festivo, muito físico e com mais espaço para a improvisação. Além do trompetista, compositor e arranjador alemão envolvido em várias orquestras portuguesas, encontramos músicos como Dan Hewson, Francesco Valente e João Rijo, todos eles parte importante da cena nacional, apesar das suas diferentes origens. O convidado especial desta versão do grupo é um tocador de kora ligado à tradição mandinga e que podemos ouvir com os suíços Taffetas e com Maio Coope. O guineense Ibrahima Galissa está habituado a ligar os procedimentos griot com o jazz e mais uma vez tal se repete neste projecto que pretende devolver ao género de música nascido nos Estados Unidos a sua natureza popular e mestiça, numa fórmula multicultural que abraça tanto as convenções históricas como os factores progressivos da contemporaneidade. Tudo isto segundo a particular visão de Krieger, músico que se destacou em contextos tão diversos quanto os projectos que partilhou com Nuno Rebelo, Alípio C. Neto, Ricardo A. Freitas, Tito Paris, Amélia Muge e Yuri Daniel e que muito contribuiu para elevar a qualidade do nosso “bigbandismo” para o patamar em que actualmente se encontra. Este concerto comemora o Dia Internacional da Solidariedade.

 

XJazz Xperience
A par deste concerto, as Aldeias do Xisto desenvolveram uma campanha específica para todos os concertos do XJazz, o «XJazz Experience», que inclui a promoção de uma estadia de duas noites, com pequeno-almoço, para duas duas pessoas no valor total de 60 euros. Assim, os espectadores que queiram permanecer mais uns dias e descobrir o território das Aldeias do Xisto, têm aqui uma oportunidade para um fim-de-semana único.

A Rede das Aldeias do Xisto é um projecto de desenvolvimento sustentável, de âmbito regional, liderado pela ADXTUR – Agência para o Desenvolvimento Turístico das Aldeias do Xisto, em parceria com 21 municípios da Região Centro e com cerca de 100 operadores privados. A ADXTUR congrega, assim, as vontades públicas e privadas de uma região, que se revêem na gestão partilhada de uma marca, na promoção conjunta de um território, na criação de riqueza através da oferta de serviços turísticos e, finalmente, na preservação da cultura e do património do mundo rural beirão.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.