Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


Fundada a 11-11-1899

Mais de um século ao serviço da Música, Recreio e Cultura!

.

Telemóvel:

* 967 687 837 * 967 706 294 *

* 969 375 934 *

.

Morada:

Rua Padre Silva n 6

6215-141 Cortes do Meio

Covilhã

.

Endereço eletrónico:

filarmonicacortense@iol.pt


Maestro: Fábio Daniel Esteves Pereira

Fábio Daniel Esteves Pereira nasceu a 28 de maio de 1986. É natural de Unhais da Serra mas cedo veio morar para a freguesia de Cortes do Meio.

Iniciou os estudos de formação musical e instrumento em 1997 na Filarmónica Recreativa Cortense como saxofonista com o maestro António Pão-Alvo.

Em 2000, sob a tutela do Pe. José António Loureiro Pinheiro toma parte da direcção artística do grupo Chama de Deus.

Em 2003 foi seleccionado para a Orquestra de Jazz do Centro, um masterclass jazzístico leccionado por Paulo Perfeito.

No âmbito do projecto Covilhã Filarmónico teve diversos estágios com professores de academia e conservatórios locais.

Em 2010 inicia os estudos em direcção de orquestra de sopros no CEDOS (Centro de estudos de direcção de orquestra de sopros) com os professores Luís Clemente em direcção e análise musical, Carlos Amarelinho em orquestração e Paulo Ramos em formação musical e auditiva.

Conclui o curso médio com 16 valores. Durante o curso médio trabalhou com as bandas da Covilhã, Ponte do Rol, Belinho, Cabreiros, Mafra, Banda Sinfônica da Covilhã.

No mesmo período lectivo obteve o primeiro prémio no concurso de direcção do ENOS ( Estágio Nacional de Orquesta de Sopros) Esposende.

Em 2013 iniciou os estudos em direcção de orquestra na academia de direcção da ACO ( Atlantic Coast Orchestra) com os professores Luís Clemente e Colin Metters em direcção de orquestra, José Fayos Jordan e Roberto Fiore em orquestração, Paulo Maciel e Jaime Branco em formação musical e auditiva. No mesmo ano começou a trabalhar na escola de música da Filarmónica Recreativa Cortense.

Dirigiu ensemble da ACO, orquestra sinfonica da ACO, Banda Nova de Manteigas e orquestra de sopros do ENOS Portel, EPABI e Escola Profissional de Seia.

Finalizou o curso superior da academia de direcção da ACO com 17 valores.

Em 2017 tomou posse da direcção artística e musical da Filarmónica Recreativa Cortense e deu início ao processo de equivalência de licenciatura na ABRSM (Associeted Board of the Royal Schools of Music).


Corpos Socias - triénio 2017/2019

Assembleia Geral:

Presidente: Marco Alves;

Vice Presidente: Joana Santos;

Secretário: Aline Miguens;

.

Conselho Fiscal:

Presidente: Bernardino Santos;

Vice Presidente: João Pedro Faisca;

Relator: Gabriel Vila;

.

Direcção:

Presidente: Alexandre Barata;

Vice Presidente: Adriano Esteves;

1º Secretário: Mafalda Santos;

2º Secretário: Flavio Inácio;

Tesoureiro: Francisco Pina;

Vogal: Leticia Vila;

Vogal: Steve Vila;

Vogal: Alexandre Barata;

Vogal: José Silva;



Mapa de actuações:

25-11-2017 - Encontro Filarmónico no Paúl;

.

17-12-2017 - Concerto de Natal na Igreja Paroquial de Cortes do Meio


Cortes do Meio, Concelho da Covilhã, Distrito de Castelo Branco

.

"Fragmentos Sonoros". Belmonte 14 AGO, 22h00.

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 13.08.18

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em palco, texto e interiores

A vila de Belmonte recebe hoje um espectáculo intitulado “Fragmentos Sonoros”. Uma iniciativa cultural que junta os municípios de Belmonte, Covilhã, Fundão, Guarda e Sabugal num projecto comunitário de música integrado na Cultura em Rede das Beiras e Serra da Estrela.

O projecto artístico é coordenado por Tiago Pereira da Associação Coruja do Mato e envolve cerca de 40 voluntários dos cinco municípios que promovem o projecto.

O espectáculo “Fragmentos Sonoros” já passou pelas localidades da Guarda, Sabugal e Fundão, chega hoje à vila de Belmonte (22h00) junto ao Castelo e irá fechar na Covilhã (21 Setembro).

Texturas, ambientes e melodias que reflectem sobre o presente, que nos transportam numa viagem de memórias e afectos. Imagens e sons interagem num espaço de partilha. Do caos à harmonia, de apontamentos sonoros a cadências rítmicas, são ingredientes deste espectáculo sonoro e visual que convida o público a ser cúmplice de um território comum.

Devido à realização do espectáculo, a Câmara de Belmonte informa que haverá corte de trânsito no acesso ao Castelo, a partir das 15h00.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Verão animado no centro histórico

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 06.08.18

“Verão no Centro Histórico”, é a iniciativa que a Câmara Municipal da Covilhã vai realizar durante os meses de agosto e setembro na zona histórica da cidade.

Trata-se de um ciclo de concertos gratuitos e ao ar livre, “com a nova música nacional e com os melhores músicos locais”, garante Regina Gouveia, vereadora da Cultura. O objetivo é dinamizar aquela zona da cidade e estimular culturalmente os mais jovens

Precisamente para “promover a cultura e o conhecimento”, adianta ainda a responsável pela cultura no município, os concertos estarão ligados à arte urbana. Acontecerão “junto a uma peça de arte urbana, onde terá lugar “a explicação sobre o género musical e sobre a arte presente no local”. Antes do concerto haverá visitas guiadas ao roteiro de arte urbana da Covilhã.

O primeiro desta série de concertos teve lugar a 4 de agosto, no Miradouro das Portas do Sol, com Sequin.

A 11 de agosto, com o covilhanense João Salcedas e o seu projeto Jazz Sax Live Act, na Praça do Município.

No dia 18, chega a vez de Lince, atuar no largo Nossa Senhora do Rosário.

No dia 25 de agosto o Campo das Festas acolhe um espetáculo solidário de apoio aos Bombeiros da Covilhã a cargo dos Cassete Pirata.

No mês de setembro, dia 1 o concerto de Senhor Doutor, junto às escadinhas do Castelo.

A 8 de setembro, o músico local Renato Folgado apresenta o seu novo espetáculo “Nós os Dois”, no Largo da Igreja de Santa Maria”.

Esta série de concertos termina no dia 15, com Tio Rex a atuar no Paço 100 Pressa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Serrashopping - "Sons à 5a"

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 18.07.18

sons_a_quinta_final1

Autoria e outros dados (tags, etc)

FRC - "Arraial Popular". 13 e 14 JUL, Sede da FRC.

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 07.07.18

Foto de Filarmónica Recreativa Cortense.

Autoria e outros dados (tags, etc)

EDPCOOLJAZZ de novo em Cascais. 11 a 27 JUL

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 06.07.18

Resultado de imagem para EDPCOOLJAZZ

A 15ª edição de EDPCOOLJAZZ, regressa ás origens, Cascais, de 11 a 27 de Julho, numa edição que, como afirmou Carlos Carreiras, presidente da Câmara Municipal de Cascais, marca o “regresso do filho pródigo".

Foi na cerimónia de apresentação do festival à comunicação social que Carlos Carreiras afirmou que a realização deste festival de novo em Cascais marca o regresso do filho pródigo, uma vez que o festival nasceu em Cascais há exactamente 15 anos.
Também Karla Campos, directora do Festival EDPCOOLJAZZ desde o seu início, falou ao Jornal Hardmusica do seu entusiasmo sobre este regresso. “Estou verdadeiramente feliz. Estivemos fora de Cascais dois ou três anos, mas o Cooljazz nasceu em Cascais e aqui deve continuar”. E para a directora deste Festival que nesta edição, tem como principal aposta o jazz português, o “Parque Marechal Carmona com toda a sua envolvência de frescura e liberdade, será o espaço ideal para a realização deste festival onde a música se expande por árvores, e arbustos floridos. Este Parque é um convite a excelentes concertos e ainda melhores audições dos muitos excelentes artistas que integram o nosso programa”.
E o programa apresentado sem dúvida que promete:
Dead Combo e Elas e o Jazz, um trio composto por Marta Hugon, Joana Machado e Mariana Norton e que iniciou de forma brilhante a conferencia de imprensa , são os artistas que se juntam às sete noites de Julho do EDPCOOLJAZZ: Dead Combo apresentam o novo disco, “Odeon Hotel”, a 17 de Julho, no Parque Marechal Carmona, dia de BADBADNOTGOOD; o trio Elas e o Jazz actua a 20 de Julho, no Hipódromo Manuel Possolo, o dia, melhor a noite de Gregory Porter.

A 15ª edição do EDPCOOLJAZZ tem tudo para ser uma edição marcante. Com nomes de referência como David Byrne, Van Morrison, Gregory Porter, Jessie Ware ou Norah Jones, o festival irá tornar o Parque Marechal Carmona e o Hipódromo Manuel Possolo, em Cascais, num cenário idílico e bem localizado, junto a uma das zonas mais características de Cascais, o Bairro dos Museus, no melhor espaço para ouvir os excelentes músicos que estarão neste festival de Jazz.
Nomes como Jordan Rakei, BADBADNOTGOOD, Salvador Sobral e Toty Sa’Med fazem também parte deste cartaz de qualidade.

Para além do cartaz, outro dos pontos fortes, e já carismáticos do EDPCOOLJAZZ, é a vertente solidária associada ao festival.

Este ano regressa com o projecto GUITARRA SOLIDÁRIA: o leilão de uma guitarra FENDER - Standard Stratocaster Maple Neck Black assinada por Van Morrison, a decorrer na plataforma solidária e-solidar de 11 de Abril até 30 de Junho de 2018, com o valor inicial de licitação 600, euros.
Todo o valor conquistado no leilão reverte para a associação CERCICA (Cooperativa para a Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados de Cascais).

Nos 15 anos do EDPCOOLJAZZ, o público vai poder viver momentos de muita qualidade e arte musical ouvindo concertos únicos com grandes artistas nacionais e internacionais, que acontecem num espaço harmonioso e privilegiado, com plateia sentada.

Já confirmados nesta 15ª edição do EDPCOOLJAZZ:

David Byrne, o lendário ícone Cool - 11 Julho, Hipódromo Manuel Possolo, Cascais
BADBADNOTGOOD, a banda de Jazz do momento – 17 de Julho, Parque Marechal Carmona, Cascais
Curadoria Salvador Sobral, espectáculo único com o convidado Toty Sa Med, junta-se a esta noite tão especial – 18 de Julho, Parque Marechal Carmona, Cascais
Gregory Porter, uma espantosa e muito aclamada voz do Jazz - 20 Julho, Hipódromo Manuel Possolo, Cascais

Jessie Ware, uma das melhores vozes da actualidade da nova Soul 
Jordan Rakei, uma promessa no panorama do jazz e da soul – 26 de Julho, Parque Marechal Carmona, Cascais
Van Morrison, a lenda viva do Rhythm Blues - 28 de Julho, Hipódromo Manuel Possolo, Cascais
Norah Jones, a artista jazz multi-premiada - 31 de Julho, Hipódromo Manuel Possolo, Cascais

DAVID BYRNE

11 de Julho, Hipódromo Manuel Possolo, Cascais

BADBADNOTGOOD

DEAD COMBO

17 de Julho, Parque Marechal Carmona, Cascais

CURADORIA SALVADOR SOBRAL

TOTY SA MED

18 de julho, Parque Marechal Carmona, Cascais

GREGORY PORTER

ELAS E O JAZZ

20 de Julho, Hipódromo Manuel Possolo, Cascais

JESSIE WARE

JORDAN RAKEI

26 de Julho, Parque Marechal Carmona, Cascais

VAN MORRISON

28 de Julho, Hipódromo Manuel Possolo, Cascais

NORAH JONES

31 de Julho, Hipódromo Manuel Possolo, Cascais
Já agora sobre o EDPCOOLJAZZ

O EDPCOOLJAZZ é um evento musical de referência que junta música, natureza e património. A primeira edição aconteceu em 2004 tendo como ponto de partida a oferta de um evento cultural e turístico que marcasse a diferença. A consistência do gosto eclético em conjunto com a vertente "cool" proporcionada pela áurea do evento constituem marcas de registo que a Live Experiences colocou desde o primeiro ano do festival. Em 2018, o festival regressa ao local que o viu nascer: Cascais. O Parque Marechal Carmona e o Hipódromo Manuel Possolo serão os palcos desta edição.

O Hipódromo, inserido no Parque Marechal Carmona e ao lado do Cascais Museum District (Museu Paula Rego, Centro Cultural de Cascais), torna-se assim um espaço simpático com uma forte ligação à cultura, à natureza e ao património histórico - cenário que joga perfeitamente com o ADN do festival.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Foto de Freguesia de Cortes do Meio.

No próximo dia 7 de Julho, pelas 21h30, na Rua de S. Roque junto à Igreja Matriz em Cortes do Meio, a Junta de Freguesia de Cortes do Meio realiza uma noite de fados solidária, em estreita colaboração com o Grupo de Voluntariado Comunitário da Covilhã do Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro. Este evento pretende dar a conhecer o trabalho meritório desenvolvido pelo Grupo e pela Liga, bem como angariar fundos para que esta entidade possa continuar a trabalhar em prol de toda a comunidade.
Esta é, sem qualquer dúvida, uma causa nobre que merece a nossa solidariedade!
Participe reservando a sua mesa (máximo 4 pessoas) através de um dos números de telefone do cartaz ou nos serviços da Junta de Freguesia.
Ajude a ajudar!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Festivais SBSR e Sudoeste anunciam palcos dedicado à música portuguesa

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 16.05.18

Resultado de imagem para sbsr 2018

Resultado de imagem para sudoeste 2018

Ermo, Luís Severo e Virtus, Bispo, Blaya e Eva RapDiva são nomes anunciados pelos festivais Super Bock Super Rock (SBSR), em Lisboa, e Sudoeste, na Zambujeira do Mar, para os palcos dedicados exclusivamente à música portuguesa.

Os Ermo, Luís Severo, Vaiapraia e as Rainhas do Baile e Virtus são alguns dos artistas e bandas que irão atuar no palco dedicado à música portuguesa do festival SBSR, que decorre nos dias 19, 20 e 21 de julho, no Parque das Nações, em Lisboa.

O cartaz do palco, com curadoria da rádio SBSR.fm, que foi hoje anunciado, inclui ainda Filipe Sambado & Os Acompanhantes de Luxo, Keep Razors Sharp, Pop Dell'Arte, Mirror People e Sunflowers.

"Já na 24.ª edição, o Festival dá espaço aos novos valores e a talentos reconhecidos da música portuguesa, que vão mostrar ao vivo o que de melhor se está a fazer na nova música em Portugal, dentro de estilos tão diversos como o rock, o 'hip-hop', o punk, a música eletrónica e psicadélica, e ainda os melhores escritores de canções", refere a promotora Música no Coração, num comunicado hoje divulgado.

O festival SBSR tem como cabeças de cartaz The XX (a 19), Travis Scott (a 20) e Julian Casablancas and The Voidz (21). No palco dedicado à música portuguesa atuam, no dia 19, Mirror People, Filipe Sambado & Os Acompanhantes e Vaiapraia, e as Rainhas do Baile, no dia 20, Ermo, Luís Severo e Virtus, e, no dia 21, Pop Dell'Arte, Keep Razors Sharp e Sunflowers. O cartaz do SBSR inclui ainda bandas e artistas do Justice, The Vaccines, Mahalia, Anderson.Paak & The Free Nationals, Slow J, Oddisee, Benjamin Clementine e Sevdaliza.

Quanto ao Sudoeste, que se realiza em agosto, na Zambujeira do Mar, Odemira, conta com artistas como Bispo, Blaya, Pappilon e Eva RapDiva, num palco dedicado aos "novos talentos" da música portuguesa e "promessas da língua lusa".

"O lugar de destaque dos novos talentos da música nacional e das promessas da língua lusa está garantido a cada edição do MEO Sudoeste. O Palco LG, este ano com curadoria da [rádio] Mega Hits, privilegia a novidade, a qualidade da nova música nacional e a diversidade de estilos, do 'hip-hop' à 'pop' e à 'soul'", refere a promotora Música no Coração num comunicado hoje divulgado. O festival decorre de 08 a 11 de agosto, na Herdade da Casa Branca, próximo da Zambujeira do Mar, no concelho de Odemira.

No dia 08, no palco dedicado aos "novos talentos" da música portuguesa e "promessas da língua lusa", atuam Blaya, Caroletta e os B3L2. Para dia 09, no mesmo palco, estão marcadas as atuações de Eva RapDiva, Papillon e os Rich Fellaz. A 10, atuam Bispo, MAR e DOMI e, a 11, Paulo Sousa, Ivo Lucas e YUZI.

O cartaz da edição deste ano do festival MEO Sudoeste inclui, entre outros, Deejay Telio, Lil Pump, Desiigner, Piruka, Shawn Mendes e Mundo Segundo & Sam The Kid.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Manoel de Oliveira - Uma Homenagem Musical

Inserido no MaioMusicall 2018, o Conservatório de Música da Covilhã apresenta Bruno Belthoise é um pianista de talentos múltiplos, que gosta da representação nas suas diversas formas. Apaixonado com a cultura Portuguesa, tem dado a conhecer a música de compositores portugueses através de recitais e numerosas primeiras gravações mundiais que acompanham a sua carreira de intérprete criativo.
Este concerto, Homenagem a Manoel de Oliveira, que viveu entre 1908 e 2015 e atravessou inúmeras correntes estéticas, visa recordar o grande cineasta através de uma perspetiva histórica e simbólica. As obras portuguesas e francesas deste recital estão assim inseridas em torno do seu filme Douro Faina Fluvial (1931) num contexto que celebra e revela, através da música, os aspetos da sua personalidade multiforme e a riqueza singular da sua obra.

"o meu desejo de acompanhar Douro Faina Fluvial vem do fascínio que senti pela modernidade e pelo incrível ritmo do seu primeiro filme. Quero fazer redescobrir em vivo esta obra prima do cineasta português." Bruno Belthoise

Serão interpretadas obras de LUIZ COSTA, CLAUDE DEBUSSY, BRUNO BELTHOISE, ALEXANDRE REY COLAÇO, FRANCIS POULENC e ARMANDO JOSÉ FERNANDES.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Estão abertas as inscrições para músicos e interessados pela área musical para a criação de um espetáculo transdisciplinar.

O projeto é promovido pelos Municípios da Guarda, Sabugal, Fundão, Belmonte e Covilhã, em articulação com a Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela. Tem como fim promover a cultura e a identidade regional, numa produção de música, participada pelos residentes no território, com uma duração de três meses, desde a sua conceção à apresentação final.

O projeto artístico é coordenado pela associação cultural Coruja do Mato (Tiago Pereira) e envolverá voluntários dos cinco Municípios que promovem o projeto. Durante o mês de junho, os inscritos participarão num período intensivo de ensaios para a preparação do espetáculo. Os ensaios terão lugar no Município da Guarda e decorrerão em horário a combinar com os responsáveis. As deslocações e alimentação dos participantes são asseguradas pela organização.
O espetáculo produzido será, posteriormente, apresentado em cada um dos cinco Municípios patrocinadores do projeto, nos meses de julho, agosto e setembro. O calendário das apresentações será atempadamente divulgado junto dos participantes.

Os interessados em integrar a equipa criativa deverão fazer a sua candidatura para o email ou através do telefone: 271 750 080, indicando nome completo, morada, idade e número de telefone/telemóvel. As inscrições são gratuitas e limitadas, pelo que se recomenda a submissão da candidatura até ao dia 2 de maio.

Este projeto comunitário de Música integra-se na operação “Cultura em Rede das Beiras e Serra da Estrela”liderada pela Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela e cofinanciada pela União Europeia através do Fundo Estrutural de Desenvolvimento Regional ao abrigo do Programa CENTRO 2020.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Foto de Sons à Sexta.

Em parceria com a Antena 3, o SONS À SEXTA apresenta bandas em destaque no atual panorama musical português. Com uma programação diversificada e para todos os gostos, pretende-se a divulgação, o convívio entre o público e a celebração da música!
Na edição de Abril, o Sons à Sexta associa-se à promotora Bullet Seed na iniciativa - Circuito Semente em digressão com as bandas: The Lazy Faithful, CAN CUN e os Galo Cant'Às Duas.
Este circuito ao longo de 6 dias em 6 cidades divulgarà o que de melhor se tem feito a nível da música em Portugal, criando um circuito para o crescente número de público criando novas rotinas de consumo cultural em públicos mais afastados, nunca esquecendo os grandes centros urbanos.

Para este circuito a ideia foi contar com um valor firme no panorama musical português, os The Lazy Faithful que recentemente regressaram de uma tourné europeia e recentemente lançaram o single "Baby Don't You Know" e dois valores emergentes, mas igualmente de elevada qualidade que são os CAN CUN e Galo Cant'Às Duas. Estes três projetos são uma boa amostra de uma nova era de ouro da música portuguesa que se encontra em período de expansão na sua qualidade, quantidade e diversidade.

Outro dos pontos fortes do Circuito Semente é que irá para além da música. Jà que serão realizados workshops, onde os artistas abordarão o processo criativo na construção de textos e de mùsicas, aproximando não só as bandas dos fãs mas também incrementando o interesse e a criação de nova música portuguesa.

Bilheteira:
A Moagem - Cidade do Engenho e das Artes, Fundão.
+Inf. 96 194 12 81 - 275 773 032

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Festas do Concelho de Belmonte. 20 a 26 ABR.

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 13.04.18

Foto de Rádio Caria.

De 20 a 26 de Abril celebram-se em Belmonte as Festas do Concelho, onde a música será o prato forte. Santamaria, Amor Electro, João Seabra e Sons do Minho são alguns dos artistas convidados.

O programa foi apresentado numa conferência de imprensa em que ficaram também a ser conhecidos o programa da Semana do Brasil (16 a 20 de Abril) e do 29º Colóquio da Lusofonia (27 a 30 Março) que, pelo segundo ano consecutivo, vai decorrer em Belmonte.

Autoria e outros dados (tags, etc)

TMG registou aumento de 49% de espectadores

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 10.04.18

 

Resultado de imagem para TMG guardA

Concertos de Rui Veloso e de Ana Bacalhau e o ciclo Guarda In Jazz destacam-se na programação do Teatro Municipal da Guarda (TMG) para os meses de Abril, Maio, Junho e Julho.

O músico Rui Veloso sobe ao palco do grande auditório do TMG, no dia 25 de Abril, para um concerto comemorativo do 13º aniversário daquele equipamento cultural. Ana Bacalhau, a voz dos Deolinda, apresenta-se a solo na Guarda, no dia 26 de Maio.

O coordenador e programador do TMG, Victor Afonso, disse na conferência de imprensa de apresentação da programação para os próximos quatro meses que o público da Guarda também "tem oportunidade de assistir a sete concertos de jazz e ao lançamento de um livro, no âmbito do ciclo Guarda In Jazz". No teatro, realce para as peças “Portugal não é um país pequeno”, de André Amálio/Hotel Europa (13 de Abril), e “O cultivo de flores de plástico”, pelo Teatro do Calafrio (de 09 a 12 de Maio).

Victor Afonso disse que a programação inclui mais de 60 sessões, observando que decorrem actividades quase diariamente, "temos uma actividade muito intensa e isso também se reflecte na afluência de público”.

O vereador da Cultura da Câmara Municipal da Guarda, Victor Amaral, disse que a programação do TMG para os próximos quatro meses é “intensa, abrangente e diversificada” e tem “atraído cada vez mais públicos”. O autarca adiantou que no primeiro trimestre de 2018, em comparação com igual período de 2017, o TMG registou “um aumento de 49% de espectadores”, o que se traduziu em “mais 3.278 espectadores”.

Passados 13 anos após a inauguração do TMG, Victor Amaral considera que o trabalho realizado pelo município “continua a dignificar” aquela estrutura cultural “e a posicionar a Guarda num contexto regional como uma cidade de cultura”.

Autoria e outros dados (tags, etc)

'Trovas&Canções' espectáculo inédito em torno da figura de Ruy de Carvalho

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 06.04.18

Castelo Branco: 'Trovas&Canções' espectáculo inédito em torno da figura de Ruy de Carvalho

“Trovas & Canções, Actores, Poetas e Cantores”, é um espectáculo inédito, da autoria de Paula Carvalho e Paulo Mira Coelho, pela forma como reúne três gerações de Actores, e outros grandes profissionais, ao redor da figura de Ruy de Carvalho, que vai estar em Castelo Branco este sábado dia 7.

Não é o teatro apenas a estar presente, através dos desempenhos de João de Carvalho, Mónica Sintra e Guilherme Madeira, mas também o som da guitarra portuguesa do professor Ricardo Gama e da viola clássica de João Correia.

O espectáculo pretende recordar uma mão cheia de poemas, que tornaram famosas algumas da nossas grandes canções, desde Pedro Homem de Mello a José Luís Gordo, sem esquecer o Zeca Afonso, o Adriano Correia de Oliveira, o Moniz Pereira, o Ary dos Santos, o Manuel Alegre e a Florbela Espanca, José Luís Tinoco, Florbela Espanca, tudo feito num ambiente de grande intimidade com o público, que certamente irá acompanhar os temas, por força das mil vezes em que foram cantados pelos palcos de Portugal. O espectáculo tem ainda uma homenagem a três grandes nomes da nossa literatura, Gil Vicente, com a primeira peça do Teatro Português, Luís Vaz de Camões e Manuel Maria Barbosa du Bocage. 

As Trovas alimentarão as canções, do mesmo modo que os Actores e os músicos, também eles transformados em público, recitarão, tocando e cantando os temas que o bom gosto do nosso povo imortalizou ao longo do século passado. Estamos a propor uma viagem entre a récita e o concerto, numa amostragem que se pretende rica e saborosa, pelo facto de ser facilmente reconhecida por todos nós.

“Trovas & Canções - Actores, Poetas e Cantores” ultrapassará, seguramente, a melancolia das memórias gastas, ao obedecer a uma escolha criteriosa dos temas que ecoarão no palco, abrindo sempre a hipótese de um contacto mais próximo, e por isso, mais eficaz, entre a experiência de um grande Actor, e o prazer com que se vão ouvir coros da plateia a acompanhar os artistas presentes durante mais de hora e meia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Let´s Rock Tortosendo. 7 ABR

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 02.04.18

Foto de Freguesia de Tortosendo.

LET’S ROCK TORTOSENDO

Casa da Vila recebe, dia 7 de Abril, espectáculo musical denominado "Let´s Rock Tortosendo" com a actuação de duas bandas de rock que atravessam reportórios dos anos 70 aos 90. Em palco estarão os covilhanenses King'Size e a consagrada banda lisboeta "69 Graus", composta por músicos provenientes de reputadas bandas nacionais como são os Amor Electro, os Attitude, ou os Moonspell.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Palco no Rock in Rio terá 14 horas de música por dia

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 12.03.18

Palco no Rock in Rio terá 14 horas de música por dia

O Music Valley chegou ao Rock in Rio-Lisboa para conquistar o coração dos habitantes da Cidade do Rock! Neste palco non-stop, cujo nome é inspirado na própria arquitectura natural do Parque da Bela Vista, há 14 horas de música por dia.

Com uma programação diversa e surpreendente, com espaço para as famosas Somersby pool parties, que esta edição estão de volta e ainda maiores, passando por concertos de grandes nomes da música portuguesa e, ainda, festas de música electrónica que prometem animar a noite e trazer, a este vale, DJ’s consagrados e conceitos inovadores!

“O Music Valley é resultado do momento de inovação e ebulição criativa pelo qual estamos a passar – não só no Rock in Rio como, também, em Portugal. Criámos um palco que traz para a Cidade do Rock grandes nomes da cena atual da música nacional, e alguns convidados que têm vindo a interagir com a música portuguesa em diversos cenários e ocasiões”, explicou em comunicado Roberta Medina, Vice-Presidente Executiva do Rock in Rio.

Para Zé Ricardo, Director Artístico do Music Valley, “este é um palco onde a música vai além da nossa imaginação. É um palco que vai mexer com os nossos sentidos e com as nossas emoções, proporcionando momentos ‘de cortar a respiração’ – seja por tanto cantar, por tanto pular e dançar ou, simplesmente, pela energia contagiante que se vai viver neste vale”.

Assim que as portas da Cidade do Rock abrirem, a festa começa com as célebres Somersby Pool Parties. Depois do sucesso na edição de 2016, estas festas – inspiradas nas famosas pool parties de Las Vegas, por onde o Rock in Rio passou em 2015 - estão de volta a Lisboa e ainda maiores! Há mais horas de Somersby Pool Parties por dia com a animação a começar logo às 12:00, oferecendo, assim, aos visitantes do recinto a oportunidade única de darem um mergulho em pleno ambiente de Rock in Rio, ao som de vários DJ’s.

Ainda antes do sol de pôr, seguem-se concertos especiais de grandes nomes da música cantada em português. Carolina Deslandes, HMB, Capitão Fausto, Manel Cruz, Carlão, Anavitória, Língua Franca com Sara Tavares e Blaya são algumas das vozes incontornáveis do momento que, em Junho, vão subir ao Music Valley para mostrar o que de melhor se faz no panorama da música actual.

Quando a noite cai, o Music Valley vai ter festas onde se apresentam os maiores DJ’s nacionais – como DJ Vibe, Diego Miranda, Karetus, Deejay Kamala; convidados internacionais – como Vintage Culture, o DJ mais requisitado no Rock in Rio Brasil, em 2017, tendo terminado o set com 80 mil pessoas na plateia a assistir; live acts de artistas conceituados – como Moullinex, Da Chick, Mishlawi, Bispo; e muitas mais surpresas!

Para Artur Peixoto, Director Artístico do Music Valley “o que se vai viver na Cidade do Rock é, verdadeiramente, surpreendente e inédito. É a primeira vez que um festival traz para dentro de portas o conceito de festas, oferecendo ao público aquilo que ele já procura no seu dia-a-dia mas potenciando a experiência ao máximo, num ambiente incrível como é o Parque da Bela Vista”.

E como no Music Valley tudo pode acontecer, “A” festa que se prepara para levar o revivalismo dos anos 90 a outros pontos do país chega ao Rock in Rio-Lisboa! Revenge of the 90’s toma conta do Music Valley no dia 29 de Junho, sendo esta a primeira vez que um conceito como este se apresenta num festival.

“Todos os artistas que vão subir ao Music Valley vão mostrar ao público o que de melhor se faz na música em português, seja na electrónica, no pop, no rock ou na música urbana! E podem ter a certeza que este vai ser ‘O’ espaço onde todas as pessoas vão querer estar na Cidade do Rock: um vale que vai mexer com as nossas emoções, que nos vai proporcionar momentos verdadeiramente de arrepiar, que nos vai oferecer momentos de tanta festa que nos vai faltar o ar!”, afirmou Zé Ricardo.

No primeiro dia, 23 de Junho, às Somersby Pool Parties seguem-se as vozes de Anavitória, a dupla brasileira responsável pelo hit “Trevo”, que conta com a colaboração de Diogo Piçarra, e Carolina Deslandes, que vai dar aos visitantes “amor para a vida toda” num espetáculo especialmente criado para este palco. A festa continua até às 02:00 com a festa “Mirror Ball” onde a música electrónica é a rainha da noite nas duas variações. Há live acts e DJ’s, como Funkamente, Da Chick, Moullinex e DJ Vibe volta à Cidade Do Rock com o conceito DJ Vibe 35v50, celebrando os seus 35 anos de carreira e 50 de vida ao som dos bits que continuam a fazer vibrar o público português.

Dia 24 de Junho o palco fica a cargo de Língua Franca com Sara Tavares, uma nova formação que se estreia no Music Valley e que conta com a artista portuguesa Capicua, os rappers brasileiros Emicida e Rael e, agora, com a participação especial de Sara Tavares. A dispensar apresentação seguem-se os HMB, que vão mostrar que “O Amor é assim” e o Music Valley também, num espetáculo que vai deixar o público a cantar e dançar do primeiro ao último acorde. E porque a música não para, neste dia o Music Valley recebe a festa Sweet Playgroung, capitaneada por Deejay Kamala. Uma noite dedicada à música urbana onde, além do próprio DJ, poderá ouvir-se Bispo, Supa Squad, Dillaz e Mishlawi.

O segundo fim-de-semana arranca com uma pegada mais alternativa. Depois de alguns mergulhos na Somersby Pool Party, dia 29 de Junho o Music Valley recebe um dos maiores nomes da música portuguesa - Manel Cruz. O artista que se tornou célebre nos Ornatos Violeta – uma das eternas bandas portuguesas – vai estrear no Rock in Rio o seu novo trabalho, a ser lançado em breve. Seguem-se os Capitão Fausto, que, depois do sucesso em 2016, voltam ao Parque da Bela Vista com um concerto único! E é neste dia que “a Cidade do Rock vai abaixo” com uma das festas mais badaladas do momento. Revenge of the 90th’s vai levar os fãs à loucura com os maiores hits dos anos 90 e muitas surpresas que estão a ser preparadas especialmente para este momento.

No último dia do festival, a temperatura vai subir quando Blaya, cantora e bailarina que começou o seu percurso nos Buraka Som Sistema, subir ao Music Valley. Com um projeto novo a ser apresentado em breve, esta será a primeira apresentação ao vivo da artista, a solo, e a primeira oportunidade para o público se deixar contagiar pelo seu som. Mas a festa não fica por aqui e logo depois de Blaya o público vai poder “viver para sempre” com Carlão, que sobe ao palco no último dia do festival. Para encerrar em grande esta noite - e o Rock in Rio -, o Music Valley recebe a festa "Eletric Dance Floor", uma noite de música electrónica no seu expoente pop que vai deixar o público em êxtase, com Karetus, Diego Miranda e Vintage Culture no comando (DJ e produtor brasileiro que pôs o Rock in Rio, no Rio de Janeiro, a dançar ao som do seu set, tendo sido um dos espectáculos mais requisitados nessa edição com cerca de 80 mil pessoas a assistir).

Neste vale, os visitantes da Cidade do Rock vão poder viver um palco que vai, sem dúvida, promover o contacto e a interacção entre públicos, géneros e estilos! E não é difícil encontrá-lo: basta seguir a boa vibe e ir subindo em direcção à música. No Music Valley vai ser possível viver uma programação recheada de incríveis momentos musicais que vai tornar esta grande festa ainda maior!

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Sons à Sexta" com Valter Lobo. 16 FEV, 22h30, A Moagem.

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 15.02.18

Foto de Sons à Sexta.

Em parceria com a Antena 3, o SONS À SEXTA apresenta as bandas em destaque no atual panorama musical português. Com uma programação diversificada e para todos os gostos, pretende-se a divulgação, o convívio entre o público e a celebração da música!

Próximos em palco:
VALTER LOBO

Valter Lobo é um "cantautor" e advogado nortenho que se deu a conhecer apresentando ao mundo um conjunto de cinco canções que perfizeram o “Inverno Ep” em 2012, trabalho muito bem recebido pelos media e público da nova música portuguesa. Em 2016 apresentou-nos o seu primeiro álbum, uma viagem para o “Mediterrâneo”, onde faz uma reaproximação ao calor humano e ao mar, despido de materialismos e procurando sobreviver com os bens essenci...ais... São nove temas originais compilados num trabalho conceptual e demasiado genuíno.
Deste novo trabalho, a Antena 3 já apostou em três temas: “Fora do Coração”; “Oeste” e “Mediterrâneo” que têm passado com regularidade.
Os concertos são de grande intimidade com o público tal como as canções que, com o português em punho, nos trazem uma sonoridade intensa armada de uma componente lírica muito rica que lhe são próprias e que o sugerem como um artista genuíno e um nome a seguir quando nos referimos aos novos grandes valores da música portuguesa.

Dia 16 de Fevereiro pelas 22h30m o Sons à Sexta promete provar que as notas e letras da música portuguesa estão de boa saúde com Valter Lobo no palco d´A Moagem.

Bilheteira:
A Moagem - Cidade do Engenho e das Artes, Fundão.
+Inf. 96 194 12 81 - 275 773 032

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Xana Toc Toc - Na Selva. 27 JAN, 17h30, Cine Teatro Avenida.

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 25.01.18

Na sua avioneta, na sua Biclinha Buzina ou no seu Trolipop, Xana Toc Toc tem vindo a conquistar cada vez mais corações com as suas aventuras na Ilha dos Sonhos. Xana já nos abriu as portas da sua casinha e do seu ateliê, já nos apresentou a Quinta Toc Toc e já nos levou à Aldeia Colorida. Este ano, Xana Toc Toc chega à selva e convida-nos para cantar e dançar com ela de pé descalço na terra, respirando o ar puro da natureza e ouvindo pássaros exóticos que se refrescam na água da cascata. E chega com uma missão! Um pedido de ajuda que recebeu bem cedinho, certa manhã, onde, numa carta tristonha, um novo amigo desabafa que a selva está sem vida e sem cor, carente de música e alegria. Mas quem será esse novo amigo? É com a missão de alegrar a selva que Xana Toc Toc segue em direção a um lado desconhecido e misterioso da Ilha dos Sonhos, sem suspeitar que vai conhecer muitos amigos novos e viver aventuras tribais, mágicas e alucinantes. Aventura-te por entre as árvores e ao sabor do vento com a Xana Toc Toc no novo e muito aguardado DVD “Xana Toc Toc na Selva” e descobre o seu novo espectáculo. Que comece a aventura!



Entrada: €15,00; dos 3 aos 9 ANOS: €12,00

Autoria e outros dados (tags, etc)

Foto de Cultura Vibra_Castelo Branco.

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Sons à Sexta" apresentam SURMA. 12 JAN, 22h30, Moagem, Fundão.

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 11.01.18

Foto de Sons à Sexta.

Em parceria com a Antena 3, o SONS À SEXTA apresenta as bandas em destaque no atual panorama musical português. Com uma programação diversificada e para todos os gostos, pretende-se a divulgação, o convívio entre o público e a celebração da música!
Próximos em palco:
SURMA
Débora Umbelino é uma das artistas portuguesas em grande ascensão no universo da música independente. Por entre os loops e os samples das suas composições, Surma (o nome do seu projecto) revela uma palete de sons colorida e envolvente, que conquista o ouvido e o transporta para paisagens sónicas exóticas. Na sua música, explora o cruzamento de múltiplos géneros musicais; fazendo da electrónica a sua barca, mas não colocando de parte reinvenções e experiências com os sintetizadores.
Dia 12 de Janeiro pelas 22h30m o Sons à Sexta promete provar que a música electrónica portuguesa está de boa saúde com Surma no palco d´A Moagem.
Bilheteira:
A Moagem - Cidade do Engenho e das Artes, Fundão.
+Inf. 96 194 12 81 - 275 773 032

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

Concertos de Asaf Avidan, Tiago Bettencourt, o regresso de Rui Sinel de Cordes e um espetáculo de Viviane, com uma atuação dedicada a Edith Piaf, são alguns dos nomes que compõem a agenda cultural de Castelo Branco para o primeiro trimestre de 2018.

O primeiro espetáculo infantil acontece já dia 27 de janeiro com a Xana TOC TOC na Selva, um espetáculo ansiado pelos mais pequenos.

O músico português Tiago Bettencourt é o primeiro grande concerto no palco do Cine-Teatro Avenida em 2018, dia 13 de janeiro, para apresentar o espetáculo "A Procura", título do disco lançado no final de setembro deste ano.

No dia 19 de janeiro, sobe ao palco do Cineteatro Avenida, pelas 21:30, o espetáculo de dança "Vespa" do coreógrafo Rui Horta e no dia seguinte, decorre um espetáculo de música e filme com os sons da Beira Baixa, a "Canção Raiana Perdida", fruto de uma recolha da autoria do músico e compositor Tom G. Hamilton com o apoio da ADRACES.

No campo musical, os Thirdsphere atuam no dia 03 de fevereiro, pelas 21:30, no Cineteatro Avenida de Castelo Branco, e a 14 de fevereiro, no mesmo palco, às 21:30, é apresentado o espetáculo "Deixem o Pimba em Paz", com Manuela Azevedo e Bruno Nogueira.

Em março, no dia 23, pelas 21:30, o Cineteatro Avenida recebe o espetáculo "Viviane canta Piaf".

Em Abril, dia 21, Castelo Branco é um dos dois palcos que o israelita Asaf Avidan pisará em abril na sua primeira deslocação a Portugal.

Em março, a 22 , regressa Rui Sinel de Cordes, com “London Eyes” o sexto solo de stand-up comedy.

O autarca albicastrense, Luís Correia realça que a agenda mantém uma oferta cultural cujos eixos de programação promovem os criadores e intérpretes de base local e destacados artistas no panorama nacional e internacional.

"No plano local, teremos, por exemplo, apresentações pela Pé de Pano Associação, Terceira Pessoa, concertos pelo João Roiz Ensemble, apresentação do novo disco dos Thirdsphere, um concerto pelos Castraleuca e o espetáculo pluridisciplinar A Canção Raiana Perdida", afirma o autarca.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Fundada a 11-11-1899

Mais de um século ao serviço da Música, Recreio e Cultura!

.

Telemóvel:

* 967 687 837 * 967 706 294 *

* 969 375 934 *

.

Morada:

Rua Padre Silva n 6

6215-141 Cortes do Meio

Covilhã

.

Endereço eletrónico:

filarmonicacortense@iol.pt


Maestro: Fábio Daniel Esteves Pereira

Fábio Daniel Esteves Pereira nasceu a 28 de maio de 1986. É natural de Unhais da Serra mas cedo veio morar para a freguesia de Cortes do Meio.

Iniciou os estudos de formação musical e instrumento em 1997 na Filarmónica Recreativa Cortense como saxofonista com o maestro António Pão-Alvo.

Em 2000, sob a tutela do Pe. José António Loureiro Pinheiro toma parte da direcção artística do grupo Chama de Deus.

Em 2003 foi seleccionado para a Orquestra de Jazz do Centro, um masterclass jazzístico leccionado por Paulo Perfeito.

No âmbito do projecto Covilhã Filarmónico teve diversos estágios com professores de academia e conservatórios locais.

Em 2010 inicia os estudos em direcção de orquestra de sopros no CEDOS (Centro de estudos de direcção de orquestra de sopros) com os professores Luís Clemente em direcção e análise musical, Carlos Amarelinho em orquestração e Paulo Ramos em formação musical e auditiva.

Conclui o curso médio com 16 valores. Durante o curso médio trabalhou com as bandas da Covilhã, Ponte do Rol, Belinho, Cabreiros, Mafra, Banda Sinfônica da Covilhã.

No mesmo período lectivo obteve o primeiro prémio no concurso de direcção do ENOS ( Estágio Nacional de Orquesta de Sopros) Esposende.

Em 2013 iniciou os estudos em direcção de orquestra na academia de direcção da ACO ( Atlantic Coast Orchestra) com os professores Luís Clemente e Colin Metters em direcção de orquestra, José Fayos Jordan e Roberto Fiore em orquestração, Paulo Maciel e Jaime Branco em formação musical e auditiva. No mesmo ano começou a trabalhar na escola de música da Filarmónica Recreativa Cortense.

Dirigiu ensemble da ACO, orquestra sinfonica da ACO, Banda Nova de Manteigas e orquestra de sopros do ENOS Portel, EPABI e Escola Profissional de Seia.

Finalizou o curso superior da academia de direcção da ACO com 17 valores.

Em 2017 tomou posse da direcção artística e musical da Filarmónica Recreativa Cortense e deu início ao processo de equivalência de licenciatura na ABRSM (Associeted Board of the Royal Schools of Music).


Corpos Socias - triénio 2017/2019

Assembleia Geral:

Presidente: Marco Alves;

Vice Presidente: Joana Santos;

Secretário: Aline Miguens;

.

Conselho Fiscal:

Presidente: Bernardino Santos;

Vice Presidente: João Pedro Faisca;

Relator: Gabriel Vila;

.

Direcção:

Presidente: Alexandre Barata;

Vice Presidente: Adriano Esteves;

1º Secretário: Mafalda Santos;

2º Secretário: Flavio Inácio;

Tesoureiro: Francisco Pina;

Vogal: Leticia Vila;

Vogal: Steve Vila;

Vogal: Alexandre Barata;

Vogal: José Silva;



Mapa de actuações:

25-11-2017 - Encontro Filarmónico no Paúl;

.

17-12-2017 - Concerto de Natal na Igreja Paroquial de Cortes do Meio