Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Filarmónica Recreativa Cortense

Filarmónica Recreativa Cortense

Cortes do Meio, Concelho da Covilhã, Distrito de Castelo Branco

"Festivales 2015". 30 e 31 MAI, Vales do Rio.

Cerca de duas dezenas de expositores são aguardados na sexta edição do “Festivales”. A localidade de Vales do Rio volta a acolher o festival do burlhão nos dias 30 e 31 de Maio.

Um evento que tem como grande objectivo promover uma iguaria gastronómica tradicional daquela aldeia do concelho da Covilhã e que a organização pretende que possa ser consumido durante todo o ano e não apenas em alturas festivas.

Neste momento os responsáveis já estão a trabalhar em prol da certificação deste produto e esperam em breve poder avançar com uma ideia há muito acarinhada, a criação da casa do burlhão “é um espaço que pretendemos que tenha as vertentes de fabrico, degustação e até de experimentação de forma a poder estar articulado com restaurantes e cadeiras de hotéis da nossa região para que as pessoas possam ir lá não só comer mas também fazer e aprender como se faz; já iniciámos o processo de qualificação daquilo que será o produto e também a forma de o fabricar e a criação dessa casa pode ser muito importante para todo este processo”.

Uma ideia que a união de freguesias de Peso e Vales do Rio está disponível para apoiar. Rui Amaro, presidente da autarquia, refere que já decorrem conversações para criar essa casa no edifício do antigo jardim de infância de Vales do Rio “é um espaço que é propriedade da junta e que neste momento está quase sem actividade desde que as crianças foram transferidas para o edifício da escola e aquilo que a junta pretende é que ele seja utilizado, ainda mais para aquilo que é, e estamos disponíveis para o ceder. Já tivemos algumas conversas e assim que estejam as coisas prontas e espero que possam ser reunidas condições para que possam avançar algumas obras que são necessárias e termos ali um espaço adequado e penso que é importante para o concelho da Covilhã termos ali um espaço como este”.

Também o presidente da câmara da Covilhã refere que a autarquia vai procurar formas de apoiar a concretização deste projecto. Vítor Pereira acredita que ele pode ser muito importante para a dinamização turística da aldeia “obviamente que acarinhamos a ideia e temos de equacionar a melhor forma de poder apoiar este projecto mas estou certo que, apesar dos nossos condicionalismos, vamos dar o nosso contributo porque esta é uma iniciativa que deve ser acalentada; à semelhança de outros produtos mostrar às pessoas como se produz, como é confeccionado e penso que isso é também uma maneira de trazer turistas ao nosso concelho e neste caso em particular a Vales do Rio”.

Sobre o festival que decorre no final do mês, o autarca covilhanense destaca a importância deste tipo de iniciativas para a dinamização das comunidades locais e que, em muitos casos, acabam por dar um forte impulso à dinamização económica das freguesias rurais “são iniciativas destas que podem depois originar o aparecimento de projectos empresariais importantes e que podem marcar a diferença e que criem novos postos de trabalho porque essa é a única maneira de fixar pessoas no nosso território e estas iniciativas demonstram que apesar de sermos um território de baixa densidade ele tem um elevado potencial”.