Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Mais sobre mim

foto do autor


Fundada a 11-11-1899

Mais de um século ao serviço da Música, Recreio e Cultura!

.

Telemóvel:

* 967 687 837 * 967 706 294 *

* 969 375 934 *

.

Morada:

Rua Padre Silva n 6

6215-141 Cortes do Meio

Covilhã

.

Endereço eletrónico:

filarmonicacortense@gmail.com


Maestro: Fábio Daniel Esteves Pereira

Fábio Daniel Esteves Pereira nasceu a 28 de maio de 1986. É natural de Unhais da Serra mas cedo veio morar para a freguesia de Cortes do Meio.

Iniciou os estudos de formação musical e instrumento em 1997 na Filarmónica Recreativa Cortense como saxofonista com o maestro António Pão-Alvo.

Em 2000, sob a tutela do Pe. José António Loureiro Pinheiro toma parte da direcção artística do grupo Chama de Deus.

Em 2003 foi seleccionado para a Orquestra de Jazz do Centro, um masterclass jazzístico leccionado por Paulo Perfeito.

No âmbito do projecto Covilhã Filarmónico teve diversos estágios com professores de academia e conservatórios locais.

Em 2010 inicia os estudos em direcção de orquestra de sopros no CEDOS (Centro de estudos de direcção de orquestra de sopros) com os professores Luís Clemente em direcção e análise musical, Carlos Amarelinho em orquestração e Paulo Ramos em formação musical e auditiva.

Conclui o curso médio com 16 valores. Durante o curso médio trabalhou com as bandas da Covilhã, Ponte do Rol, Belinho, Cabreiros, Mafra, Banda Sinfônica da Covilhã.

No mesmo período lectivo obteve o primeiro prémio no concurso de direcção do ENOS ( Estágio Nacional de Orquesta de Sopros) Esposende.

Em 2013 iniciou os estudos em direcção de orquestra na academia de direcção da ACO ( Atlantic Coast Orchestra) com os professores Luís Clemente e Colin Metters em direcção de orquestra, José Fayos Jordan e Roberto Fiore em orquestração, Paulo Maciel e Jaime Branco em formação musical e auditiva. No mesmo ano começou a trabalhar na escola de música da Filarmónica Recreativa Cortense.

Dirigiu ensemble da ACO, orquestra sinfonica da ACO, Banda Nova de Manteigas e orquestra de sopros do ENOS Portel, EPABI e Escola Profissional de Seia.

Finalizou o curso superior da academia de direcção da ACO com 17 valores.

Em 2017 tomou posse da direcção artística e musical da Filarmónica Recreativa Cortense e deu início ao processo de equivalência de licenciatura na ABRSM (Associeted Board of the Royal Schools of Music).


Corpos Socias - triénio 2017/2019

Assembleia Geral:

Presidente: Marco Alves

Vice Presidente: Joana Santos

Secretário: Aline Miguens

.

Conselho Fiscal:

Presidente: Bernardino Santos

Vice Presidente: João Pedro Faísca

Relator: Gabriel Vila

.

Direcção:

Presidente: Alexandre Barata;

Vice Presidente: Adriano Esteves;

1º Secretário: Mafalda Santos;

2º Secretário: Flavio Inácio;

Tesoureiro: Francisco Pina;

Vogal: Leticia Vila;

Vogal: Steve Vila;

Vogal: Alexandre Barata;

Vogal: José Silva;


Mapa de actuações:

06-01-2019 - Cortes do Meio

16:00 - Concerto de Ano Novo - Igreja Matriz de Cortes do Meio.

.



Cortes do Meio, Concelho da Covilhã, Distrito de Castelo Branco

.

Feira Medieval de Belmonte. 10 a 12 AGO.

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 10.08.18

 

Foto de Rádio Caria.

A vila de Belmonte recebe a partir desta sexta-feira, aquele que é considerado o maior evento anual no concelho. A Feira Medieval vai já na sua 15ª edição e conta com um vasto programa de três dias, tendo como pano de fundo o Castelo e a zona histórica da vila.

O presidente da Câmara de Belmonte quer que a Belmonte Medieval continue a crescer e atrair visitantes ao concelho, sem esquecer o envolvimento da população local "esperamos que este certame continue a ser um momento de grande impacto na região, tal como tem acontecido nos últimos anos e que continue a atrair milhares de visitantes e que eles se sintam bem na feira. Tentamos melhorar a feira de acordo com as necessidades que vamos sentindo de ano para ano, nesta edição vamos introduzir algumas melhorias”.

Uma vez mais o cartaz de promoção da Feira Medieval de Belmonte conta com figuras do concelho seleccionadas através de um casting fotográfico e que este ano representam nobres guerreiros da saga dos Cabrais. Neste caso, António Carlos, João Paulo Caetano, José Cunha e Rodrigo Palmeirão dão vida no cartaz, a Luís Gil Cabral, Fernando Álvares Cabral, Fernão Cabral I e João Fernandes Cabral. Um cartaz que pretende valorizar os senhores de Cabral.

Uma das novidades desta edição será um copo de barro oficial da feira, com o símbolo dos Cabrais. A organização obrigará todos os feirantes a adoptarem esse copo, proibindo a utilização do plástico, querendo desta forma dignificar cada mais, esta Feira Medieval que está entre as melhores do País “vamos ter um copo de barro com o símbolo dos Cabrais, que vai ser o copo oficial da feira e vamos obrigar a que todos os feirantes o utilizem. Queremos dignificar cada vez mais esta feira e por isso vamos proibir a utilização de copos de plástico e vai haver uma fiscalização rigorosa nesse sentido”, como destacou Joaquim Costa, presidente da Empresa Municipal de Belmonte.

Quanto à programação, o evento vai contar com vários espectáculos. Joaquim Costa destaca o Torneio a Cavalo com os melhores cavaleiros do País e pela primeira vez a realização de um acampamento militar medieval para crianças “os torneios a cavalo vão ser realizados na alameda e vão contar com a presença de alguns dos melhores cavaleiros a nível nacional. Mantemos também a realização de um grande cortejo para assinalar a abertura do mercado medieval e vamos ter este ano, pela primeira vez, um acampamento militar medieval para crianças e onde ao longo dos três dias elas podem conhecer diversos utensílios medievais e conhecerem algumas histórias dessa época”.

A 15ª edição da Belmonte Medieval abre esta sexta-feira (18h00) com o cortejo de inauguração, seguindo-se o espectáculo “A Herança dos Cabrais” (22h30). Uma peça de teatro resultante de uma residência artística realizada com pessoas de Belmonte, ensaiada durante esta semana e criada de propósito com a temática do Belmonte Medieval deste ano.

Uma edição que conta com cerca de 160 expositores, o orçamento do evento ronda os 83 mil euros. A organização quer atrair cada vez mais visitantes, nesse sentido introduziu algumas melhorias e novidades nesta Feira Medieval de Belmonte que está entre as melhores do País, como destacou o presidente da Empresa Municipal de Belmonte.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Mais sobre mim

foto do autor


Fundada a 11-11-1899

Mais de um século ao serviço da Música, Recreio e Cultura!

.

Telemóvel:

* 967 687 837 * 967 706 294 *

* 969 375 934 *

.

Morada:

Rua Padre Silva n 6

6215-141 Cortes do Meio

Covilhã

.

Endereço eletrónico:

filarmonicacortense@gmail.com


Maestro: Fábio Daniel Esteves Pereira

Fábio Daniel Esteves Pereira nasceu a 28 de maio de 1986. É natural de Unhais da Serra mas cedo veio morar para a freguesia de Cortes do Meio.

Iniciou os estudos de formação musical e instrumento em 1997 na Filarmónica Recreativa Cortense como saxofonista com o maestro António Pão-Alvo.

Em 2000, sob a tutela do Pe. José António Loureiro Pinheiro toma parte da direcção artística do grupo Chama de Deus.

Em 2003 foi seleccionado para a Orquestra de Jazz do Centro, um masterclass jazzístico leccionado por Paulo Perfeito.

No âmbito do projecto Covilhã Filarmónico teve diversos estágios com professores de academia e conservatórios locais.

Em 2010 inicia os estudos em direcção de orquestra de sopros no CEDOS (Centro de estudos de direcção de orquestra de sopros) com os professores Luís Clemente em direcção e análise musical, Carlos Amarelinho em orquestração e Paulo Ramos em formação musical e auditiva.

Conclui o curso médio com 16 valores. Durante o curso médio trabalhou com as bandas da Covilhã, Ponte do Rol, Belinho, Cabreiros, Mafra, Banda Sinfônica da Covilhã.

No mesmo período lectivo obteve o primeiro prémio no concurso de direcção do ENOS ( Estágio Nacional de Orquesta de Sopros) Esposende.

Em 2013 iniciou os estudos em direcção de orquestra na academia de direcção da ACO ( Atlantic Coast Orchestra) com os professores Luís Clemente e Colin Metters em direcção de orquestra, José Fayos Jordan e Roberto Fiore em orquestração, Paulo Maciel e Jaime Branco em formação musical e auditiva. No mesmo ano começou a trabalhar na escola de música da Filarmónica Recreativa Cortense.

Dirigiu ensemble da ACO, orquestra sinfonica da ACO, Banda Nova de Manteigas e orquestra de sopros do ENOS Portel, EPABI e Escola Profissional de Seia.

Finalizou o curso superior da academia de direcção da ACO com 17 valores.

Em 2017 tomou posse da direcção artística e musical da Filarmónica Recreativa Cortense e deu início ao processo de equivalência de licenciatura na ABRSM (Associeted Board of the Royal Schools of Music).


Corpos Socias - triénio 2017/2019

Assembleia Geral:

Presidente: Marco Alves

Vice Presidente: Joana Santos

Secretário: Aline Miguens

.

Conselho Fiscal:

Presidente: Bernardino Santos

Vice Presidente: João Pedro Faísca

Relator: Gabriel Vila

.

Direcção:

Presidente: Alexandre Barata;

Vice Presidente: Adriano Esteves;

1º Secretário: Mafalda Santos;

2º Secretário: Flavio Inácio;

Tesoureiro: Francisco Pina;

Vogal: Leticia Vila;

Vogal: Steve Vila;

Vogal: Alexandre Barata;

Vogal: José Silva;


Mapa de actuações:

06-01-2019 - Cortes do Meio

16:00 - Concerto de Ano Novo - Igreja Matriz de Cortes do Meio.

.