Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Filarmónica Recreativa Cortense

Filarmónica Recreativa Cortense

Cortes do Meio, Concelho da Covilhã, Distrito de Castelo Branco

Candidatura de Idanha-a-Nova a Cidade da Música entregue à UNESCO

Idanha-a-Nova: Candidatura a Cidade da Música entregue à UNESCO

A candidatura de Idanha-a-Nova à Rede de Cidades Criativas, no âmbito da Música, foi esta semana submetida formalmente à UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura).

Esta é a primeira candidatura portuguesa a Cidade da Música e poderá colocar Portugal no mapa das cidades criativas da UNESCO.

Idanha-a-Nova tem uma identidade intimamente ligada à música, aposta em infraestruturas criativas, investiga profundamente as suas tradições, acolhe um número raro e diversificado de grupos tradicionais e promove, ao longo do ano, uma quantidade impressionante de eventos ligados à música, desde a eletrónica mais moderna aos sons tradicionais ou às composições eruditas.

A acontecer, esta classificação patrimonial por parte da UNESCO significará o reconhecimento internacional do património musical de Idanha-a-Nova e da vivência singular que a música proporciona neste território, enquanto elemento identitário e um dos principais pilares do seu desenvolvimento económico e coesão social.

Esta classificação irá reforçar a estratégia de desenvolvimento do concelho, estimulando a criação de riqueza e emprego e contribuindo para a fixação e captação de população. Afirmará Idanha-a-Nova enquanto destino de excelência no âmbito das indústrias criativas e permitir-lhe-á trocar experiências e conhecimentos com várias cidades nacionais e internacionais.

Estes motivos levaram a Câmara Municipal de Idanha-a-Nova a realizar esta candidatura, que tem no Adufe, símbolo maior da riqueza e da tradição musical do concelho, o “porta-voz” do projeto.

A candidatura foi preparada durante um ano e meio e envolveu a colaboração de diversos stakeholders (locais, nacionais e internacionais) e o apoio da comunidade idanhense.

O processo de candidatura teve o seu momento-chave em fevereiro deste ano, com o Encontro Internacional "As Cidades Criativas e a Música", que reuniu, em Idanha-a-Nova, especialistas de vários pontos do mundo, representantes da UNESCO e das Cidades da Música.

Entre as entidades que apoiam esta candidatura encontram-se o Governo de Portugal, a Associação Portuguesa de Educação Musical, o Sindicato dos Músicos, dos Profissionais do Espectáculo e do Audiovisual, a Comissão Portuguesa da UNESCO e várias cidades que já têm o título de Cidade da Música, com destaque para as cidades de Mannheim, Bologna, Sevilha e Hammamatsu.

Os resultados desta candidatura serão publicitados a 11 de dezembro pelo diretor-geral da UNESCO, na página da internet desta entidade.