Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Filarmónica Recreativa Cortense

Filarmónica Recreativa Cortense

Cortes do Meio, Concelho da Covilhã, Distrito de Castelo Branco

1º Workshop "Lixo com Ritmo" - Banda da Covilhã

 


A Banda da Covilhã, no seguimento do projecto “Orquestra do Lixo” (um projecto lançado em 2007 e com uma vertente músico-ambiental), leva a efeito o 1º Workshop "Lixo com Ritmo" com Joaquim Alves.
O mesmo terá lugar no âmbito das comemorações do 65º Aniversário da Banda da Covilhã, no sábado dia 28 de Novembro.

Segundo o responsavel pelo projecto, "Lixo com Ritmo" tem como base ritmos como o Hip-Hop, Kuduro, Funky, Samba Reggae, entre outros, que estão associados à cultura urbana e alternativa, associando estes rimos a objectos usados no nosso dia a dia como, bilhas, garrafas, bidões, colheres de pau, sacos plásticos, tambores de máquinas de lavar loiça e roupa, latas etc.., e também sons do corpo que irão substituir os instrumentos convencionais, iremos construir uma peça rítmica e melódica, para apresentar no final do workshop.

Além do objectivo lúdico - musical, este workshop tem como 2º objectivo sensibilizar as pessoas para a importância do acto de reciclar.
Separar, reciclar, reutilizar é o processo que segue o lixo, aplicando este mesmo processo vamos separar os sons dos plásticos, metais, papel, vidro, reciclando esses sons iremos reutilizar os que mais se adaptem às construções rítmicas e melódicas que usaremos no workshop, para que no final seja possível apresentar uma pequena peça musical de aproximadamente 20 minutos.

Totalmente gratuito mas com número de inscrições limitadas (máximo 30 participantes) as mesmas podem ser feitas na sede ou via e-mail para rui.patricio@hotmail.com

O responsavel pelo workshop, Joaquim Alves, começou os seus estudos musicais em 1989 na Escola Profissional de Música de Espinho, em 1993 foi estudar para o Conservatório de Roterdão e em 1994 ingressou na ESMAE. Durante estes anos teve como professores, Carlos Voss, Elisabeth Davis, Miguel Bernat, Robert van Sice, Emannuel Séjourné.
Participou em Vários estágios da OPJ (Orquestra Portuguesa da Juventude) e da Orquestra de Harmonia da CEE entre os anos de 1989 e 1994. Trabalhou como músico convidado variadíssimas vezes com a Orquestra Gulbenkian, Régie Sinfonia, Orquestra Nacional do Porto, Orquestra Sinfónica de Lisboa e Orquestra do Norte.
Desde 2000 tem estudado música popular brasileira e percussão teatral com percussionistas brasileiros, como Vinícius Barros, Rogério Boccato, Dalga Larondo entre outros.

Em 2007 e 2008 foi monitor dos workshops de princípios do ritmo, ritmos urbanos e ritmos do mundo na Casa da Musica no Porto inserido no serviço educativo da mesma.
Em 2008 foi o monitor dos DIAS DA PERCUSSÃO no Conservatório Regional de Música de Vila Real e participou também como monitor nas férias lúdico-desportivas promovidas pela câmara da Trofa, dando workshops de percussão. No decorrer deste ano participou também no terceiro curso de formação de animadores musicais orientado por, Paul Griffiths, Sam Mason e Tim Steiner promovido pela casa da música.

É professor de Percussão desde 1993 na Escola Profissional de Música de Espinho, e coordenador da classe de percussão da mesma escola desde 2002.

In Hardmúsica