Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Filarmónica Recreativa Cortense

Filarmónica Recreativa Cortense

Cortes do Meio, Concelho da Covilhã, Distrito de Castelo Branco

Santa Bebiana 2012. 30 NOV a 2 DEZ, Paul.

 

São três dias de festa popular na freguesia do Paul. Entre 30 de novembro e 2 de dezembro, a localidade covilhanense vai ser palco de atividades culturais, feiras e momentos musicais. Um evento que conta com o apoio da associação ADERES.
 

A Casa do Povo do Paul tem vindo a recuperar uma antiga tradição daquela vila covilhanense. A Festa de Santa Bebiana vai realizar-se, este ano, entre 30 de novembro e 2 dezembro e conta com o apoio da associação de desenvolvimento rural ADERES.
Outrora comemorada pelos pastores a “Santa Bebiana” na atualidade é uma referência cultural que há muito ultrapassou as fronteiras geográficas da vila e assume-se como uma iniciativa que de algum modo impulsiona a animação territorial e a economia local.

Na verdade, esta festa está desde tempos remotos ligada aos festejos dos pastores e agricultores, durante o mês de dezembro. Sabe-se que os pastores andavam com o gado nos vales do Paul e arredores, colocavam os chocalhos na cintura e juntos com os ganhões festejavam ao pé das pipas de vinho, esta profecia. Após a ronda por todos os pipos, faziam uma grande ceia, onde o mais atrevido pregava o sermão para os “irmãos” e rezava-se o “Pai Nosso dos Bêbedos”.

Após um longo interregno, a Casa do Povo do Paul apostou no reatar desta tradição e de há oito anos que se tem vindo a assumir como uma festa de Inverno com a famosa jeropiga a assumir o estrelato das noites bebianas, até porque, como é anunciado pela organização, a vila do Paul, nestes dias, é a “Capital da Jeropiga”.

Quanto ao programa que tem como palco as ruas da vila, a oferta passa pelas bailias e folias, mercadores, artesãos, teatro de rua, oficinas artísticas, tocadores de gaitas-de-foles e pífaros acompanhados pela percussão. Para além de toda esta animação a “procissão chocalheira” e o “sermão à santa” no Largo da Praça com “pregador de fora” são outros motivos de atração. Artesanato e animação de rua são outras ofertas disponíveis.

A procissão chocalheira tem lugar no sábado, 1 de dezembro, pelas 21 horas, começa com o estandarte quase sempre transportado por um bebiano “bem bebido”, logo seguido pelos confrades, todos de archote em punho. O surreal ganha forma e emerge no cortejo que tem ainda na sua composição outros elementos a fazer soltar as gargalhadas dos populares. Uma das figuras de proa é o burro atrelado à carroça transportando um pipo de vinho com o objectivo de saciar a sede dos populares e dos “crentes” devidamente trajados com a “opa de serapilheira” e sempre atentos à “pregação” do orador que se acoita num “majestoso” palium feito também de serapilheira.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.