Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Filarmónica Recreativa Cortense

Filarmónica Recreativa Cortense

Cortes do Meio, Concelho da Covilhã, Distrito de Castelo Branco

Cientistas Chineses transformam atividade dos neurónios em pauta musical.




Investigadores da Universidade de Ciências e Tecnologias Eletrónicas da China (Chengdu) 'compuseram' música a partir da observação da atividade neurológica. Os impulsos elécricos desencadeados pelos neurónios podem ser vistos como ondas que se movem no interior do cérebro e que podem ser registadas e transformadas numa pauta musical.

Os cientistas acreditam que estudos deste tipo podem ajudar pessoas que sofram de stress e ansiedade a recuperar a tranquilidade. As conclusões da investigação estão publicadas na «PLoS ONE».

Para converter as ondas em música, os cientistas utilizaram imagens de eletroencefalograma e de ressonâncias magnéticas de uma mulher de 31 anos e de uma rapariga de 14. Com os primeiros, criaram os tons e a duração das notas. As ressonâncias magnéticas serviram para controlar a intensidade. O estudo reflecte dois tipos de ondas cerebrais (EEG e fMRI) para que tom e intensidade se registem separadamente. O resultado é algo que se parece aproximar de alguma música erudita contemporânea. “Estas experiências vão permitir descodificar parte da verdade oculta do cérebro”, afirmam os neurocientistas Jing Lu e Yao Dezhong, autores do estudo. Podem, acrescentam, “abrir portas ao entendimento completo do cérebro e conseguir que pessoas com ansiedade possam chegar a estados mentais de relaxamento muito mais saudáveis”.


 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.