Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Filarmónica Recreativa Cortense

Filarmónica Recreativa Cortense

Cortes do Meio, Concelho da Covilhã, Distrito de Castelo Branco

Oiça o primeiro single do novo disco de Cristina Branco

Chama-se Eu por Engomar e é a primeira pista do álbum Branco, com data de lançamento marcada para 23 de fevereiro

O tema é composto por André Henriques e Filho da Mãe (Rui Carvalho) e é o primeiro que se conhece do disco a que o apelido de Cristina Branco dá nome, e que se segue a Menina (2016). Eu por Engomar, que já pode ser ouvida no Spotify e no You Tube, é tocada pelos habituais companheiros de Cristina Branco, os músicos Luís Figueiredo, Bernardo Moreira e Bernardo Couto. O videoclip é assinado por Joana Linda.

Pelo menos mil músicos vão homenagear os Xutos & Pontapés no verão

Falta anunciar a data, possivelmente em julho ou setembro, em que pelo menos um milhar de músicos vão interpretar, em conjunto, o tema "Não sou o único", que será registado em vídeo, entregue aos Xutos & Pontapés e partilhado online.

Cerca de mil músicos profissionais e amadores vão participar numa atuação coletiva, no verão, na região de Lisboa, de homenagem aos Xutos & Pontapés, disse à agência Lusa um dos promotores, Pedro Brazão. "É uma homenagem completamente genuína, porque os Xutos são os nossos heróis e merecem uma homemagem a sério, verdadeira, dos fãs, nada institucional", afirmou.

Em data ainda a anunciar, possivelmente em julho ou setembro, o que vai acontecer é uma atuação conjunta de pelo menos um milhar de músicos, para interpretarem em conjunto o tema "Não sou o único", que será registado em vídeo, entregue aos Xutos & Pontapés e partilhado online.

A iniciativa, que está a ser preparada há apenas três semanas, inspira-se numa ação semelhante realizada em 2015 por mil músicos, em Cesena, Itália, que tocaram "Learn to fly" para convencer o grupo rock norte-americano Foo Fighters a tocar naquela localidade.

O mote para o evento português - intitulado Xutos1000 - surge também em reação à morte do guitarrista Zé Pedro, em novembro passado.

Segundo Pedro Brazão, Xutos1000 não será um concerto, mas apenas a interpretação daquela música dos Xutos & Pontapés, para a gravação de um vídeo que ocupará várias horas do dia.

As inscrições para o evento deverão abrir na próxima semana, na página xutos1000.com, mas Pedro Brazão revela que já há pelo menos 2.000 pessoas interessadas, tanto de Portugal como do estrangeiro, entre há músicos profissionais, estudantes de música, fãs dos Xutos, cidadãos anónimos.

Há um núcleo de organizadores, unidos pela admiração ao grupo rock português, que está a tratar da logística e da organização dos arranjos e das pautas a distribuir depois a todos os que se inscreverem.

Na atuação são esperados centenas de bateristas, guitarristas, baixistas, cantores, que terão de ensaiar individualmente a partir das pautas que lhes serão entregues. Os ensaios finais só acontecerão no dia da gravação, por razões de organização.

De todo o repertório dos Xutos & Pontapés, "Não sou o único" foi a música mais consensual, por ser fácil de executar, porque tem letra de Zé Pedro e porque "é um tema belíssimo que tem a ver com o que estamos a fazer", disse o promotor.

Pedro Brazão revelou que os Xutos & Pontapés já foram informados da iniciativa e "mostraram-se entusiasmados com a ideia e intrigados com o desafio".

Bruno Mars e Kendrick Lamar grandes vencedores dos Grammy

Image result for grammy 2018

O 'rapper' Jay-Z, que liderava as nomeações, oito no total, não recebeu qualquer prémio

O cantor Bruno Mars e o 'rapper' Kendrick Lamar foram os grandes vencedores da 60.ª edição dos prémios Grammy, com o primeiro a conquistar seis e o segundo cinco galardões.

Bruno Mars ganhou em todas as categorias em que estava nomeado, incluindo Álbum do Ano, "24K Magic", e Melhor Canção do Ano, "That's What I Like", na cerimónia dos prémios atribuídos pela indústria musical dos Estados Unidos, entregues no domingo, em Nova Iorque.

"Pai, se estás a ver isto, eu amo-te. Isto é para os fãs", afirmou o cantor.

Kendrick Lamar conquistou cinco prémios, incluindo o Grammy para o Melhor Álbum Rap, com "DAMN." e a Melhor Performance Rap.

"Isto é especial. Há muita gente aqui de quem em gosto", afirmou Lamar, nomeando Jay-Z, Nas and Diddy como inspirações.

Mas o 'rapper' Jay-Z, que liderava as nomeações, oito no total, não recebeu qualquer prémio, um ano depois de a mulher perder o prémio de Álbum do Ano para Adele, originando críticas por o trabalho "Lemonade", de Beyoncé, não ter sido recompensado.

O cantor Leonard Cohen, que nunca ganhou um Grammy enquanto foi vivo, foi distinguido, a título póstumo, com o prémio para a Melhor Atuação Rock, com a música "You Want it Darker", na qual dizia estar pronto para morrer.

O seu álbum "You Want It Darker" foi lançado três semanas antes da morte do cantor, que faleceu em novembro de 2016, aos 82 anos.

Também a atriz Carrie Fisher, uma das protagonistas da Guerra das Estrelas, recebeu, a título póstumo, o prémio para o Melhor Álbum Falado, com "The Princess Diarist", a versão áudio da sua autobiografia.

Vários momentos destacaram-se na cerimónia de quatro horas, como por exemplo os movimentos #MeToo et #TimesUp, contra as agressões sexuais a mulheres e pela igualdade.

Se nos Globos de Ouro dominaram os vestidos pretos em solidariedade com o movimento #MeToo, na cerimónia dos Grammy foram as rosas brancas que sobressaíram, assim como as cantoras Janelle Monae e Kesha, esta última com a canção "Praying", tornada num testemunho contra um produtor que ela acusou de a ter violado.

A crítica ao Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em relação à política de imigração, teve como "porta-voz" a cantora cubana-mexicana Camila Cabello, que defendeu os "sonhadores", cerca de 800 mil imigrantes que entraram ainda crianças ilegalmente no país e que Trump quer expulsar.

Já a opositora de Trump nas presidenciais, Hillary Clinton, fez uma aparição surpresa, lendo um trecho do controverso livro sobre o Presidente dos Estados Unidos, "Fire and Fury: Inside the Trump White House" ["Fogo e Fúria"].

Na cerimónia, três artistas que atuaram no festival de música country, em Las Vegas, que se tornou no ano passado o local do maior massacre na história moderna dos Estados Unidos, homenagearam os cerca de 60 mortos.

Lista de premiados nas principais categorias:

Álbum do ano: "24K Magic", Bruno Mars.

Gravação do ano: "24K Magic", Bruno Mars.

Melhor canção do ano: "That's What I Like", Bruno Mars.

Revelação do ano: Alessia Cara.

Melhor performance solo pop: "Shape of You", Ed Sheeran.

Melhor performance duo ou grupo pop: "Feel It Still", Portugal. The Man.

Melhor álbum pop tradicional: "Tony Bennett Celebrates 90", vários artistas

Melhor álbum pop: "Divide", Ed Sheeran.

Melhor álbum rock: "A Deeper Understanding", The War on Drugs

Melhor álbum de música alternativa: "Sleep Well Beast," The National.

Melhor álbum rap: "DAMN.", Kendrick Lamar.

Melhor canção rap: "HUMBLE.", Kendrick Lamar.

Melhor performance rap: Kendrick Lamar.

Melhor álbum urbano contemporâneo: ""Starboy", The Weeknd.

Melhor álbum R&B: "24K Magic," Bruno Mars.

Melhor performance R&B: Bruno Mars.

Melhor canção R&B: "That's What I Like," Bruno Mars.

Melhor álbum de dança eletrónica: "3-D The Catalogue".

Melhor álbum country: "From A Room: Volume 1", Chris Stapleton.

Melhor álbum jazz vocal: "Dreams And Daggers", Cecile McLorin Salvant.

Melhor álbum jazz instrumental: "Rebirth", Billy Childs.

Melhor compilação de banda sonora para visual media: "La La Land."

Melhor vídeo de música: "HUMBLE.," Kendrick Lamar.

Orquestra Filarmonia das Beiras - Harry Potter em Concerto. 3 FEV, 20h30, Altice Arena

Foto de Orquestra Filarmonia Das Beiras.

Segundo capítulo de HARRY POTTER EM CONCERTO no próximo sábado, 3 de fevereiro, pelas 20h30, na Altice Arena, Lisboa.
Depois do sucesso da primeira edição, Portugal recebe o segundo filme-concerto da saga Harry Potter: “Harry Potter e a Câmara dos Segredos”. Uma experiência única em que se assistirá ao filme, projectado num ecrã de 20 metros em alta definição, enquanto a Orquestra Filarmonia das Beiras interpreta a banda sonora composta por John Williams e nomeada para um Grammy.
A série de filmes-concerto de Harry Potter, que é mais uma experiência mágica do mundo de feiticeiros de J.K. Rowling, arrancou em junho de 2016 com “Harry Potter e a Pedra Filosofal” e tem já centenas de performances marcadas para 2018 em mais de 35 países

 

Pág. 3/3