Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Filarmónica Recreativa Cortense

Filarmónica Recreativa Cortense

Cortes do Meio, Concelho da Covilhã, Distrito de Castelo Branco

Mariza vence prémio de melhor artista da revista Songlines

Mariza vence prémio de melhor artista da revista Songlines

A fadista Mariza venceu o prémio de melhor artista atribuído pela revista britânica Songlines, a propósito do álbum "Mundo", revelou a publicação.
Na oitava edição dos prémios de música Songlines, Mariza estava nomeada na categoria de 'Melhor Artista', juntamente com a cantora portuguesa Lura, a chilena Pascuala Ilabaca, o grupo Fauna e o músico senegalês Seckou Keita.
"Mariza regressou em 2015 com um álbum que mais do que uma reinvenção é uma extensão ousada do seu papel como representante global do fado", afirma a Songlines, a propósito de "Mundo", eleito pela revista um dos melhores discos do ano passado.

No entender da publicação, Mariza surge "não só como uma das melhores fadistas da sua geração, mas também como uma das mais carismáticas artistas do mundo, fazendo a ponte entre géneros populares e tradicionais de uma forma visionária".

Os prémios de música da Songlines repartem-se em sete categorias diferentes, cujos vencedores são escolhidos pelo público.

A propósito dos prémios, a Songlines organiza um concerto a 03 de outubro no Barbican Center, em Londres, no qual atuarão Mariza e o guitarrista indiano Debashish Bhattacharya, outro dos artistas galardoados pela revista.

`Sons à Sexta´ apresentam Fandango. 6 MAI, 22h00, Moagem, Fundão.

Fundão: Fandango atuam nos `Sons à Sexta´

Os "Sons à Sexta" regressam amanhã, sexta-feira, dia 6, às 22.00h, no auditório d' A Moagem - Cidade do Engenho e das Artes, no Fundão, com o concerto de Fandango.

Este grupo nasce da mistura da música eletrónica e instrumentos acústicos, nomeadamente o acordeão e a guitarra portuguesa. É o resultado da colaboração entre Gabriel Gomes e Luís Varatojo, dois músicos com larga experiência, fundadores de bandas como Sétima Legião e Madredeus (no caso de Gabriel Gomes) ou Peste & Sida e A Naifa (no caso de Luís Varatojo).

As músicas do Fandango são “uma mistura exótica de melodias portuguesas com beats de eletrónica, que tanto podem fazer a banda sonora perfeita para um pôr do sol na costa, como a animação para uma noite na pista de dança”.

Os bilhetes terão o custo de 10€ e poderão ser adquiridos na bilheteira da Moagem, num evento organizado pelo Município do Fundão e que conta com o apoio da rádio nacional Antena 3 e com a presença do Gin de Cereja do Fundão.

Évora é «capital» da música ibero-americana durante quatro dias com EXIB Música

Évora transformou-se na «capital» da música ibero-americana, desde hoje e até sábado, com o evento EXIB Música, que «visita» Portugal pela primeira vez, «enchendo» a cidade de concertos, debates, documentários e encontros de profissionais da indústria musical.

A Expo Ibero-Americana de Música (EXIB Música), que vai na 3.ª edição – as duas primeiras decorreram em Bilbao, Espanha -, é promovida pela associação cultural EXIB Música, em coprodução com a empresa portuguesa Follow Art – Promoção Artístico-Cultural e com o apoio da Câmara de Évora e da Entidade Regional de Turismo do Alentejo.

Inserida nas comemorações do 30.º aniversário da classificação de Évora como Património da Humanidade, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), a iniciativa aposta nos temas da identidade e da diversidade cultural.

Évora, realçou a organização, é uma “cidade emblemática, caracterizada pelos seus valores culturais”, pelo que esta parceria “pretende promover e aumentar o diálogo intercultural e fortalecer a indústria musical da Ibero-América, num ambiente que valoriza particularmente a sua identidade”.

Ao longo de quatro dias, a cidade “acolhe a música, expositores, debates, músicos e profissionais” do espaço ibero-americano, que engloba um total de 23 países, com concertos abertos ao público em geral e outras atividades fechadas, destinadas a representantes da indústria musical e a jornalistas especializados.

A programação, frisou a organização, é centrada no “estímulo da circulação das músicas ibero-americanas, no reconhecimento da diversidade das suas expressões, no compromisso dos seus conteúdos e no valor de cooperação como principal elemento no fortalecimento da indústria musical e cultural da Ibero-América e desta com o mundo”.

O EXIB Música arranca hoje à noite, com uma gala de inauguração no Teatro Garcia de Resende, com os portugueses João Afonso, Celina da Piedade, Háì Lobos Sem Ser Na Serra e José Luís Peixoto, contando ainda com a participação especial de Carlos Malta, do Brasil, e Juan Joseì Robles, de Espanha.

Um total de 15 “showcases” [pequenos concertos] vai “animar” os três dias seguintes, a partir das 18:00 e até às 23:00, ao ar livre, na Praça do Giraldo e no Templo Romano, com as atuações de Nano Stern (Chile) Mariola Membrives (Espanha), Duarte (Portugal), Karyna Gomes (Guiné-Bissau), Kalakan (País Vasco), Lara Bello (Espanha) ou Jaqueline (Portugal).

Me Semé (Cuba), Projeto ALMA (Portugal), La Corrala (Espanha), Colectiva Corazón (Colômbia), Luiz Caracol (Portugal), Zaira Franco (México), C4 Trio (Venezuela) e Dona Jandira (Brasil) são os restantes artistas confirmados para os “showcases”.

“Estes concertos em espaço público constituem a face aberta de um evento que se constitui como um mega mercado especializado em música de expressão ibero-americana”, destacou a Câmara de Évora.

A partir das 23:00, diariamente, no Pátio do Palácio do Barrocal (INATEL), tem lugar o Espaço OFF do evento, com o EXIB a “abrir-se” a formações e a projetos musicais de raiz tradicional do concelho de Évora.

Já o programa para profissionais credenciados, no Palácio de D. Manuel, inclui, entre outras iniciativas, micro-conferências de apresentação de projetos e livros, tertúlias, documentários de vários países ibero-americanos e encontros de jornalistas e de profissionais da música.

In: Lusa

Mário Laginha atua com a Orquestra Gulbenkian em Castelo Branco. 7 MAI, 21h30.

Mário Laginha atua com a Orquestra Gulbenkian em Castelo Branco

O pianista e compositor Mário Laginha atua com a Orquestra Gulbenkian, no Cine-Teatro Avenida de Castelo Branco, no sábado, para um recital de piano a solo com o maestro Pedro Neves.

Em comunicado a Câmara de Castelo Branco explica que o recital, agendado para sábado, às 21:30, insere-se na programação do “Cultura Vibra”.

Na sexta-feira, às 21:30, Lilian Akopova, vencedora da última edição do Concurso Internacional de Piano Vianna da Motta 2010, dá um recital de piano a solo no Centro de Cultura Contemporânea de Castelo Branco (CCCCB).

No dia 11, Olga Prats e Erlich Oliva, membros fundadores do Opus Ensemble e do Grupo Colecviva, atuam no CCCCB às 21:30.

Exemplares «raros» dos Beatles entre 2.600 discos expostos em Viana do Castelo

Exemplares «raros» dos Beatles entre 2.600 discos expostos em Viana do Castelo

A primeira edição de Let it be, um vinil de Help produzido para uma multinacional petrolífera e gravações da BBC são algumas das «raridades» da exposição de 2.600 discos dos Beatles que abre no sábado em Viana do Castelo.

«Claro que os Beatles não lançaram tantos discos mas tenho edições da Coreia, Singapura, Brasil, Estados Unidos, Inglaterra, França, Portugal, Jugoslávia, Rússia, entre muito mais», explicou o colecionador Vítor Coutinho.

Entre as «raridades» que integram a exposição «The Beatles - Sons e Tons» destacou «o álbum branco, com um exemplar no Old Dock Museum Experience, em Liverpool, o 'Black' que é o 'bootleg' mais raro da história da música, a coleção de discos dos Beatles na BBC de Londres, a primeira edição »Let it Be« com livro, que foi logo retirada do mercado por ser cara e o Wedding Álbum, do casamento dos Beatles».

Pág. 3/3