Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Filarmónica Recreativa Cortense

Filarmónica Recreativa Cortense

Cortes do Meio, Concelho da Covilhã, Distrito de Castelo Branco

Toda a discografia nos 40 anos da Brigada Victor Jara

Ó BRIGADA 40 ANOS DA BRIGADA VICTOR JARA

Brigada, para os muitos amigos, admiradores, seguidores é, faz agora 40 anos, nome “próprio”. E sinónimo do muito e bom que é possível fazer a partir das nossas ricas e múltiplas raízes musicais. Batizada Victor Jara em homenagem ao músico e poeta chileno assassinado na sequência do golpe militar de Pinochet, em 1973, a Brigada havia de crescer na militância cultural e artística e transformar-se no mais representativo e significativo grupo de música tradicional portuguesa.

Agora, 40 anos passados, a banda de Coimbra pôs mãos à obra e – com o auxílio precioso da campanha de crowdfunding até agora melhor sucedida em Portugal –, brinda os seus amigos e o seu público com uma magnífica “caixa” onde cabem os 10 álbuns editados desde 1975, mas também um livro feito de depoimentos de companheiros de estrada, de palco e de vida como Manuel Freire, Carlos do Carmo, Janita Salomé, Vitorino, Sérgio Godinho, Júlio Pereira, Sebastião Antunes…

A todos, aos amigos, ao público, os músicos, reconhecidos, dizem “Ó Brigada!”. Num lançamento que, é certo, marcará a história da música de tradição portuguesa, e que aconteceu no dia 20 de abril, por intermédio da Tradisom Produções Culturais.

Em nome próprio, é a Brigada quem explica: quarenta anos a divulgar a música portuguesa “Por Sendas, Montes e Vales”, só podia contribuir para que houvesse “Danças e Folias” por esse país fora! Fosse através do som do “Tamborileiro” ou dos instrumentos de corda tradicionais, “Quem Sai aos Seus” só pode dignificar a tradição recolhida “Eito Fora” por caminhos desbravados em dias de sol, de chuva, temporal, penumbra ou “Contraluz”!

Para os muitos que há muito esperam a “caixa”, a Brigada reserva uma “surpresa”: dentro do livro, com 96 páginas de depoimentos que dará gosto ler, está um CD com três temas inéditos gravados já em 2015, “exclusivos” desta edição, a que se acrescenta outros três temas, dois publicados pela Tradisom em 1998 no CD “Novas vos Trago” e a “Ronda das Mafarricas”, incluído no álbum “Filhos da Madrugada”, de homenagem a Zeca Afonso.

Destaque para o facto desta edição apenas ter sido possível, como os próprios reconhecem, graças ao sucesso duma campanha de crowdfunding (realizada na plataforma PPL), na qual o grupo atingiu um montante superior a 23 mil euros, ultrapassando, assim, o valor inicial pedido, de 7.500 euros. Muitos a quererem que “Ó Brigada” acontecesse.