Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Filarmónica Recreativa Cortense

Filarmónica Recreativa Cortense

Cortes do Meio, Concelho da Covilhã, Distrito de Castelo Branco

Dazkarieh em Castelo Branco. 8 ABR, 21h30, Cine-Teatro Avenida.

"Os Dazkarieh estão de regresso com “Ruído do Silêncio”, o seu quinto trabalho de estúdio.


Depois de uma digressão internacional que os levou a salas e festivais da Malásia, Alemanha, Áustria, Estónia, Polónia, Espanha e Portugal, a banda regressa com um disco que revela uma banda mais madura e que explora a sua sonoridade já consolidada em volta da música de raíz tradicional assim como, novos caminhos musicais. É inquestionável que o som dos Dazkarieh é único e “Ruído do Silêncio” só o vem comprovar.
Dazkarieh é som do passado pelos instrumentos antigos e acústicos e é som do presente que se ecoa quando se transforma em distorção pura. É tradição portuguesa, mas também tradição dos nossos dias que provocam uma explosão sonora, ainda que plena de intimismo.
Quatro músicos em palco são o elo de ligação entre passado, presente e futuro. É uma viagem pelo imaginário sonoro de Portugal e do Mundo e uma energia avassaladora que não deixa ninguém indiferente.

 

QUANDO:08 Abr 2011;

ONDE: Cine-Teatro Avenida, Castelo Branco;

HORAS ESPECTÁCULO: 21H30;

 

Género: Folk;

Quem: Dazkarieh: Vasco Ribeiro Casais - Bouzouki, Nyckelharpa, Gaitas-de-Foles | Joana Negrão - Voz, Pandeireita, Adufe, Gaita-de-foles | Rui Rodrigues - Guitarra, Cavaquinho | André Silva - Bateria;

Locais Venda: Cine-Teatro Avenida;

Morada: Avenida General Humberto Delgado - Castelo Branco;

Telefone: 272349560;

Website Oficial: http://www.myspace.com/dazkarieh;

Website Instituição: http://www.cm-castelobranco.pt/

Bandas em Concerto - Filarmónica União Verridense. 6 MAR, 16h00, Cine-Teatro Avenida.

 
Incluído num calendário que se iniciou em Setembro do passado ano e que se estenderá até Abril próximo, a banda filarmónica da AFUV concretizará no próximo domingo, dia 6 de Março, a sua participação na temporada 2010/2011 do ciclo Bandas em Concerto, uma iniciativa da Delegação Regional de Cultura do Centro.
Este concerto, de entrada livre e que contará ainda com a participação de uma convidada especial, terá o seu início às 16h e realizar-se-á no Cine-Teatro Avenida, em Castelo Branco.
A Associação Filarmónica União Verridense completou, em 13 de Junho de 2008, o seu 200º aniversário. É, muito provavelmente, a mais antiga filarmónica de Portugal que se manteve em funcionamento sem interrupções de actividade.
O seu primeiro acto oficial teve lugar na praia do Cabedelo, na Figueira da Foz, recebendo as tropas inglesas que, comandadas pelo General Wellington, vinham em socorro das tropas portuguesas.
Desde 2008 que tem o “estatuto de utilidade pública” (publicado em Diário da República).
Os seus cerca de 50 elementos são, na sua esmagadora maioria, jovens, cuja média etária é inferior a 18 anos, dirigidos pelo Maestro Augusto Duarte Garcia, desde Julho de 2009.

Programa
Memórias da Aldeia – Alberto Madureira
Norma – Vincenzo Bellini
Pilatus: Mountain of Dragons - Steven Reineke
The Rolling Stones: a world tour - Arr.: Ken Dye
Cassiopeia – Carlos Marques
Free World Fantasy – Jacob de Haan
Encantos do Minho – Arr.: Valdemar Sequeira
Xylomania – Wim Laseroms

RTP Música na grelha da TV Cabo a 07 de Março

O novo canal temático por cabo da televisão pública, o RTP Música, arranca a 07 de Março e teve um investimento de 1,3 milhões de euros, anunciou o responsável pelo projecto, Jaime Fernandes.
Jaime Fernandes perspectiva que as receitas do projecto tapem o investimento realizado já este ano, remetendo mais esclarecimentos sobre os conteúdos e a orientação do canal para momento mais próximo da sua estreia na televisão.

O RTP Música pretende ser um espaço de divulgação dos músicos dos países de língua oficial portuguesa, “vocacionado para os músicos portugueses e músicos de língua portuguesa”.

O radialista e apresentador Álvaro Costa será uma das figuras do canal, revelou Jaime Fernandes.

A RTP apresentou um novo canal temático por cabo, o RTP Música, que pretende ser um espaço de divulgação dos músicos dos países de língua oficial portuguesa.

Em declarações à agência Lusa, Jaime Fernandes, responsável pelo projecto, explicou que se trata de um canal temático “vocacionado para os músicos portugueses e músicos de língua portuguesa”.

“Formatámos um canal onde há lugar para a música portuguesa, brasileira, angolana, moçambicana, cabo-verdiana, da Guiné e de São Tomé...", disse, esclarecendo que os músicos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa que “tenham música que se enquadre no canal terão ali a sua oportunidade para a mostrar”.

Jaime Fernandes adiantou que o “canal de divulgação” não vai ter “programas muito específicos”, mas irá “recuperar coisas antigas” e, “sobretudo, apostar muito na música nova”.
Questionado sobre quais as plataformas onde o canal vai estar disponível, Jaime Fernandes afirmou que esse assunto está “em negociações".

A equipa do RTP Música, que será lançado a 07 de março para coincidir com o aniversário da estação pública de televisão, está ainda a ser construída, mas Jaime Fernandes realça que as “caras do canal” vão ser “novas”.

Falta de público acaba com cinema na Moagem - Fundão.

A falta de público ditou o fim da oferta cinematográfica na Moagem Cidade do Engenho e das Artes no Fundão.

A decisão foi tomada pela Câmara Municipal do Fundão (CMF)depois de analisada a frequência de público nas sessões comerciais. Muito embora se mantenha a programação cinematográfica para as crianças e a oferta de iniciativas associadas à sétima arte, a CMF suspendeu as sessões de cinema comercial.

Durou cerca de três anos a oferta cultural de cinema comercial no Fundão. Houve sessões em que a frequência de público não foi além “dos 35 espectadores”. Apesar das várias tentativas para chamar público ao cinema da Moagem a verdade é que os Fundanenses não responderam à chamada. Relembre-se que a CMF chegou a realizar investimento extra para adaptar a Moagem à oferta de cinema mas de nada valeu. A oferta cinematográfica nos centros comerciais da Covilhã, Castelo Branco e até da Guarda contribuiu para o fim do cinema comercial. Paulo Fernandes vereador da cultura na CMF lembra que em algumas sessões houve menos de 10 pessoas a assistir aos filmes e que não foi possível manter uma oferta que trazia custos acrescidos à autarquia mas não tinha retorno.

A CMF aguarda agora por eventuais alterações associadas à introdução de portagens na A23 para poder tirar partido dos constrangimentos à mobilidade, referiu Paulo Fernandes.

In: JF

Pág. 3/3