Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Filarmónica Recreativa Cortense

Filarmónica Recreativa Cortense

Cortes do Meio, Concelho da Covilhã, Distrito de Castelo Branco

”Círculo de Fogo #9 Sinergia” – Vários Artistas

Este é o mais recente volume das excelentes e-compilações do Circulo de Fogo – disponíveis para download gratuito e autorizado.

São já nove e esta última, com o título de “Sinergia”, chega-nos no seguimento de “#1 Ataque“, “#2 Ritual“, “#3 Pulsar“, “#4 Melomania“, “#5 Convergências“, “#6 Selvagem“, “#7 Livre” e “#8 Eterna“ (das quais podem também fazer o download).

Mais uma vez, são 17 bandas representativas do melhor do metal, rock, punk, hardcore, gótico e progressivo nacionais.

Eis o alinhamento desta nona apresentação:

01. ARYA – Aveiro | Hard Rock
02. OUTER SKIN – Funchal, Madeira | Heavy Metal
03. EYEBLAST – Barcelos | Alternative Rock Metal
04. DEVIL IN ME – Lisboa | Hardcore
05. MISS LAVA – Lisboa | Stoner Heavy Rock
06. CUSTOM CIRCUS – Lisboa | Cabaret Rock Show
07. ALBERT FISH – Lisboa | Punk Rock
08. NOCTÍVAGUS – Almada | Post-Punk Gothic Rock
09. DARK WINGS SYNDROME – Guimarães | Prog Rock Metal
10. PRIMAL – Viseu | Metal, No Bass
11. GRIMLET – Figueira da Foz | Progressive Death Metal
12. REVOLUTION WITHIN – Sta. Maria da Feira, S. João da Madeira | Thrash Metal
13. OBLIQUE RAIN – Porto | Melancholic Dark Progressive Metal
14. IN PECCATVM – Ponta Delgada, Açores | Gothic Doom Metal
15. ECHOES OF THE FALLEN MESSIAH – Leiria | Melodic Death Black Metal
16. CRYPTOR MORBIOUS FAMILY – Grândola | Industrial Metal
17. GROG – Lisboa | Brutal Death Metal Grindcore

É mais um grande trabalho do Círculo de Fogo e do seu autor, Luís Filipe Neves.

 

Download Legal

 

Capa de círculo de fogo #9 Sinergia
“Círculo de Fogo #9 Sinergia” – Vários Artistas (Círculo de Fogo, 2010)

www.circulodefogo.com
www.myspace.com/circulodefogo

EPABI - Ciclo de Recitais de Música de Câmara e Instrumento.

Na sede da Escola Profissional de Artes da Covilhã - EPABI, iniciam-se hoje os recitais de Instrumento e de Música de Câmara, a ter lugar no Auditório Professor Oliveira e Silva de acordo com a seguinte calendarização: Recitais de Música de Câmara: 18 Janeiro (terça-feira) 21 horas: Músicas de Câmara; 19 Janeiro (quarta-feira) 21 horas: Músicas de Câmara; 20 Janeiro (quinta-feira) 21 horas: Músicas de Câmara; 21 Janeiro (sexta-feira) 21 horas: Músicas de Câmara e Big Band. Recitais de Instrumento: 21 Janeiro (sexta-feira)16h30m: Violino, Viola D’ Arco, Violoncelo e Contrabaixo; 21 Janeiro (sexta-feira)18h30m: Violino e Violoncelo; 25 Janeiro (terça-feira) 21 horas: Clarinete e Saxofone; 26 Janeiro (quarta-feira) 21 horas: Clarinete, Saxofone e Percussão; 27 Janeiro (quinta-feira) 9h30m: Piano; 27 Janeiro (quinta-feira) 17h00m: Clarinete, Trombone, Bombardino e Tuba; 27 Janeiro (quinta-feira) 21 horas: Guitarra; 28 Janeiro (sexta-feira) 16h30m: Flauta Transversal, Oboé e Fagote; 28 Janeiro (sexta-feira) 18h30m: Flauta Transversal e Oboé; 28 Janeiro (sexta-feira) 21h30m: Flauta Transversal e Oboé; 29 Janeiro (sábado) 16 horas: Trompete. A FRC agradece o CONVITE.

Concurso de instrumentos de arco "Júlio Cardona" - Inscrições abertas

Até final deste mês está aberto o período de inscrições para o concurso de instrumentos de arco "Júlio Cardona" que vai decorrer na Covilhã entre 18 e 21 de Abril.

A iniciativa, que se realiza de 2 em 2 anos, chega em 2011 à sua oitava edição e é mais uma vez organizada pela delegação da Covilhã da juventude musical Portuguesa.

Já há 10 concorrentes inscritos mas existe alguma preocupação dos responsáveis organizativos quanto ao futuro "os apoios são cada vez menos e agora, nesta conjuntura de crise, fizémos muitas solicitações a empresas e entidades que não nos puderam apoiar", refere o delegado da Covilhã da juventude musical Portuguesa Manuel Campos Costa, diz ainda estar "muito preocupado com o futuro pois podemos não ter apoios suficientes para continuar;  já na edição deste ano tivémos que fazer alguns cortes, vamos ter menos categorias a concurso nos instrumentos de violino e violoncelo e há muitos concorrentes que nos contactam mas acabam por não confirmar a sua inscrição devido aos custos com as deslocações e com a estadia; ainda assim acredito que esta edição do concurso vai, mais uma vez, prestigiar a Covilhã e a música".

Para ver regulamento e inscrever clique aqui.

Músico português na Orquestra do Youtube

Jovem trompetista seleccionado entre 10 mil candidatos de todo o Mundo.

Pedro Silva foi um dos 104 eleitos entre uma dezena de milhar de candidatos de 70 países para integrar a Orquestra do YouTube, um agrupamento sinfónico que reúne jovens executantes musicais de todo o Mundo.

 
 
Músico português na Orquestra do Youtube
 
 

A boa-nova chegou poucos dias depois do Natal via email, mas só agora Pedro Silva, trompetista de 20 anos, de Santa Maria da Feira, começa a assimilar a importância do seu feito. "É um sonho tornado realidade", balbucia, a custo, acrescentando que "sempre tive alguma esperança em ser escolhido, mas não pensava ser possível entrar num projecto deste nível".

Finalista da licenciatura em Música da Universidade do Minho, Pedro Silva foi o único português escolhido na edição deste ano, depois de, em 2010, o violinista Tiago Santos ter integrado as fileiras da "primeira orquestra colaborativa do Mundo".

Para trás ficaram, na lista de 336 finalistas, outros músicos nacionais: a flautista Ana Carina Sousa, o violinista Nuno Vasconcelos, o trompetista Luís Duarte Moreira e o oboísta Samuel Bastos.

Durante semanas a fio, o jovem feirense submeteu-se a audições sucessivas através da Internet, sendo avaliado em vídeo por um júri creditado. O rigor das provas não atemorizou o músico, que diz aguardar agora com ansiedade a estreia: a 20 de Março, na emblemática Ópera de Sydney, na Austrália, sob orientação do maestro Michael Tilson Thomas, uma das suas referências. "Era impossível pedir mais", confessa.

Esperançado de que a nomeação lhe traga novas oportunidades na área musical, Pedro Silva lamenta, porém, a escassez de orquestras profissionais existentes em Portugal. "Há poucas vagas e a concorrência é enorme", observa. Apesar de não rejeitar a possibilidade de emigrar, confessa que a prioridade passa "por ficar em Portugal".

Com nove anos de prática intensiva de estudo musical, Pedro Silva não se considera ainda um especialista. "O segredo é o trabalho e o empenho", resume.

 

A FRC dá os parabéns ao Pedro Silva e deseja-lhe os melhores êxitos musicais.

In: JN

O “Fado” de Carminho no Grande Auditório do TMG este sábado.


Amanhã, Sábado, dia 15, às 21h30, a nova voz revelação da canção nacional, Carminho, sobe ao palco do Grande Auditório do Teatro Municipal da Guarda para apresentar “Fado”. Trata-se do aclamado disco de estreia de Carminho. Editado em Junho de 2009, “Fado” recebeu excelentes críticas. «(…) tem a capacidade de nos fazer crer que o tempo parou e o fado está a nascer hoje, mesmo à nossa frente, como se não houvesse história», escreveu o jornal “Público” sobre a fadista e o seu disco de estreia. «(…)o seu primeiro disco é a mais impressionante estreia do fado em décadas.», referia a revista “Time Out”. Ainda sobre o disco e começando pelo título, Carminho explica que «Não podia, e digo-o com humildade, chamar-se outra coisa. Por respeito às minhas raízes, ao fado e a mim própria. E este disco sou eu. O meu passado (fados que sempre cantei), o meu presente (a evolução que o meu fado tem sofrido ao longo dos anos) e o meu futuro (em que irei, ainda mais, deixar-me guiar pela minha sensibilidade)».
Neste seu primeiro disco, a jovem fadista contou com a colaboração de vários músicos: «Diogo Clemente - produtor e violista deste disco, amigo e conselheiro que me acompanhou desde o início da escolha de reportório e até ao fim - e de alguns dos melhores músicos de fado: Ricardo Rocha, José Manuel Neto, Bernardo Couto e Ângelo Freire, todos na guitarra-portuguesa, e o viola-baixo Marino de Freitas, para além da participação especial do contrabaixista Carlos Barretto no tema “Espelho Quebrado”», refere a fadista.
No Teatro Municipal da Guarda, no sábado, acompanharam Carminho em palco os músicos Luís Guerreiro na guitarra portuguesa, André Ramos na viola Fado e Daniel Pinto no baixo.
Adquira aqui bilhetes para o espectáculo.

João Pedro Oliveira (compositor português) distinguido com dois prémios internacionais.

O compositor português João Pedro Oliveira foi distinguido com o primeiro prémio no Concurso Internacional de Composição Franco Evangelisti e o prémio Internacional de Excelência em Composição.
O Concurso Internacional de Composição Franco Evangelisti organizado pela associação de música contemporânea Nuova Consonanza, realizou-se em Itália, em Novembro.
As obras destinadas a este concurso deveriam ser compostas para piano e sons electrónicos.

Das três obras seleccionadas para a final, duas foram de João Pedro Oliveira (In Tempore, composta em 2000, e Mosaic, composta em 2010), tendo sido o primeiro prémio atribuído à obra Mosaic.

A obra, que ao abrigo deste concurso, será publicada pela editora italiana Suvini Zerboni, foi encomendada pelo Conservatório de Música de Viseu, tendo sido estreada pela pianista Madalena Soveral em Outubro de 2010.

O Prémio Internacional de Excelência em Composição de 2010, organizado pela Academia Nacional de Música, nos Estados Unidos da América, e pelo Conservatório de Música de Neapolis e Conservatório de Música de Sykies, na Grécia, destina-se a premiar obras que se destacam pela sua excelência artística e utilidade no ensino do instrumento e decorreu em Dezembro.

A obra Hokmah, para clarinete e piano, composta em 2009 foi uma das obras que recebeu o prémio de excelência na categoria de nível avançado. Esta obra foi encomendada e estreada pelo clarinetista Nuno Pinto e pianista Elsa Silva.

Além destes dois prémios, o compositor também recebeu em 2010 o prémio para a melhor obra europeia atribuído pela International Computer Music Association e o primeiro prémio no III Concurso Internacional de Composição Francisco Escudero.

"Estou feliz como é obvio", disse João Pedro Oliveira, adiantando que estes prémios constituem um reconhecimento do trabalho que tem vindo a desenvolver. "A pessoa sente que o trabalho que vai fazendo tem algum impacto a nível internacional e daí vem a energia para continuar a enviar trabalhos para festivais e concursos", acrescentou.

O compositor, que conta na sua carreira com vários prémios internacionais, realçou ainda a importância destas distinções para a música portuguesa, considerando que se trata da "nossa embaixada cultural noutros países".

"Quando há autores portugueses que vão ganhando prémios ou participando em festivais, obviamente estamos a levar a cultura portuguesa para além das nossas fronteiras", justificou.

João Pedro Oliveira adiantou ainda que em 2011 vai deixar a Universidade de Aveiro, onde ensina Composição, Análise e Música Eletroacústica, para dar aulas na Universidade Federal de Minas Gerais, no Brasil.
João Pedro Oliveira nasceu em 1959 e estudou composição, órgão e arquitectura em Lisboa. De 1985 a 1990 esteve nos Estados Unidos com uma bolsa da Fundação Gulbenkian e da Comissão Cultural Luso-Americana.

Bandas em Concerto- Filarmónica União Taveirense com espectáculo em Castelo Branco

Domingo, 6 de Março, 16h00, Cine-Teatro Avenida.

A Associação Filarmónica União Verridense completou, em 13 de Junho de 2008, o seu 200º aniversário. É, muito provavelmente, a mais antiga filarmónica de Portugal que se manteve em funcionamento sem interrupções de actividade.
O seu primeiro acto oficial teve lugar na praia do Cabedelo, na Figueira da Foz, recebendo as tropas inglesas que, comandadas pelo General Wellington, vinham em socorro das tropas portuguesas.
Desde 2008 que tem o “estatuto de utilidade pública” (publicado em Diário da República).
Os seus cerca de 50 elementos são, na sua esmagadora maioria, jovens, cuja média etária é inferior a 18 anos, dirigidos pelo Maestro Augusto Duarte Garcia, desde Julho de 2009.

Programa
Memórias da Aldeia – Alberto Madureira
Norma – Vincenzo Bellini
Pilatus: Mountain of Dragons - Steven Reineke
The Rolling Stones: a world tour - Arr.: Ken Dye
Cassiopeia – Carlos Marques
Free World Fantasy – Jacob de Haan
Encantos do Minho – Arr.: Valdemar Sequeira
Xylomania – Wim Laseroms

 

103º Aniversário da FR Carvalhense

Fotos da representação da FR Cortense (juntamente com a de algumas das suas congéneres do concelho) no almoço comemorativo do 103º Aniversário da FR Carvalhense, realizado ontem dia 9 de Dezembro.

Muitos Parabéns e muitos anos de vida!!!