Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Filarmónica Recreativa Cortense

Filarmónica Recreativa Cortense

Cortes do Meio, Concelho da Covilhã, Distrito de Castelo Branco

Orquestra de Jovens da União Europeia com 18 portugueses toca na Áustria.


Dezoito instrumentistas portugueses integram a Orquestra de Jovens da União Europeia (OJUE), actualmente em estágio na Áustria, e que iniciou uma digressão no dia 06 de Agosto.
Os jovens portugueses integram diferentes naipes da orquestra, designadamente violinistas, violetistas, trompetistas e flautistas, com idades entre os 14 e os 24 anos.

Durante a digressão, a orquestra de 140 músicos de 27 países, será dirigida por Jaap van Zweden e pelo atual diretor musical da OJUE, Vladimir Ashkenazy.

O primeiro concerto realizou-se-se em Grafenegg, no Nordeste da Áustria, no dia 06, às 20:30 locais, na Escola de Equitação, sendo o programa constituído pela Sinfonietta, de Janacek e a Sinfonia n.º4 em mi bemol maior, "Romântica", de Bruckner. Pelas 17:30, um grupo de instrumentistas apresento um recital de música de câmara.

De Grafenegg, a OJUE seguiu para Amesterdão onde tocou no dia 09, regressando a Grafenegg no dia 13, para novo concerto, seguindo depois para Villach, também na Áustria.

As audições para a OJUE decorreram por toda Europa, num universo de cerca de 800 candidatos. Em Portugal candidataram-se 300 jovens músicos que foram ouvidos e pré-selecionados, em Lisboa e Porto, por um júri constituído pelo trompetista Abel Pereira, os maestros Vasco Pearce de Azevedo e António Figueiredo, além de Dulce Brito, da Direcção-Geral das Artes.

Dos 300 jovens ouvidos foram escolhidos 26 músicos para a audição final, na qual esteve presente o professor Rien de Reede, como representante da Orquestra.

Este ano foram escolhidos para integrar a escola de verão Ana Filipa Lima (flauta) e Miguel Pais (trompete).

Integram a OJUE os portugueses Tiago Manuel Santos, Luísa Seco, Mário Leonardo Siegle (violino), José Almeida (trompete), Joana Nunes, Ricardo Gaspar (viola de arco), Catarina Gonçalves (violoncelo), João Seara (contrabaixo), Rute Fernandes (flauta), Roberto Henriques e Guilherme Sousa (oboé), Virgílio Oliveira (fagote), Pedro Fernandes e Ricardo Silva (trompa), Carlos Cunha (trompete) e João Martinho (trombone).

Fundada há 32 anos, com o objectivo de juntar os mais talentosos jovens instrumentistas da União Europeia, a Orquestra de Jovens da União Europeia realiza anualmente audições em cada um dos 27 Estados.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.