Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Filarmónica Recreativa Cortense

Filarmónica Recreativa Cortense

Cortes do Meio, Concelho da Covilhã, Distrito de Castelo Branco

Teatro-cine pode fechar em Maio

 


 

Dificuldades de negociação com proprietário na origem

 

O Teatro-Cine da Covilhã pode fechar já no próximo mês sem que exista uma previsão para as obras de remodelação do emblemático edifício. Na origem do problema estão as dificuldades surgidas nas negociações com a família proprietária do imóvel, relacionadas com a modalidade de pagamento proposta pela autarquia covilhanense.

Ao que o NC apurou, entidades que pretendiam utilizar a sala estão a ser aconselhadas a optarem por outros locais, com a justificação de que o Teatro-Cine provavelmente encerrará em Maio.

Segundo Pedro Farromba, essa “poderá ser uma possibilidade, mas como ainda estão a decorrer as negociações, vamos ver o que as próximas semanas dirão”. O edil não adianta pormenores sobre o processo e garante que a Câmara da Covilhã não sabe ainda quando a sala de espectáculos encerra. Apenas acrescenta que qualquer decisão está dependente do desenrolar das conversas com os proprietários.

“Estamos a aguardar o fim das negociações com a família para estipularmos o que vai acontecer no futuro, mas ainda não temos mais novidades sobre isso”, sublinha o actual vice-presidente da autarquia, que adianta que o projecto não está concluído.

Há um mês Carlos Pinto, presidente da Câmara da Covilhã, dizia que o projecto de remodelação do Teatro-Cine será apreciado na próxima Assembleia Municipal, em Maio ou Junho, e que a obra vai ser adjudicada “muito em breve”. Mas segundo informações recolhidas pelo NC não está a ser fácil chegar a acordo com a família Pina Bicho, que se terá recusado a receber em tranches uma parte do valor a pagar pela Câmara Municipal.

Projecto redimensionado

Com as obras previstas, o Teatro-Cine passará a ser um espaço diferente, com outras funcionalidades e características diferentes. A sala será reduzida para 600 lugares, a boca de cena terá mais metro e meio para cada lado, na parte mais recuada da plateia ficam os camarins e serão construídas mais duas salas: um teatro com 150 lugares e um espaço para congressos, com capacidade para acolher 120 pessoas. Um desses espaços ficará na zona onde em tempos funcionou a pensão, por cima do antigo Café Montalto.

O futuro Teatro-Cine da Covilhã ficará também equipado com novo sistema de som, luzes e elevadores. Um cinema de Almada, visitado pelos elementos da autarquia, serviu de modelo para o que se pretende fazer na cidade.

O futuro Teatro Municipal da Covilhã tem estado na agenda da autarquia, que no final do ano passado decidiu redimensionar o projecto, o que obrigou a lançar um novo concurso público.

In: Notícias da Covilhã

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.