Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Cortes do Meio, Concelho da Covilhã, Distrito de Castelo Branco

.

Fundão com inscrições abertas para o Filarmóniko 2017

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 22.07.17

Estão abertas as inscrições para o Filarmóniko 2017 – Encontro de Jovens Filarmónicos, que se realiza entre os dias 31 de julho e 5 de agosto, no Fundão.

Esta iniciativa, organizada pelo Município local, consiste num encontro entre jovens de Bandas Filarmónicas que tem por objetivo a formação musical, de uma forma descontraída e informal, e que pretende ser uma partilha de ideias e experiências, permitindo o enriquecimento dos conhecimentos de todos aqueles que participem neste encontro.

O encontro consiste num estágio com os objetivos de aumentar e consolidar os conhecimentos musicais dos participantes e preparar um repertório para apresentar no final do estágio.

A ficha de inscrição está disponível em http://imprensa.cm-fundao.pt/FILARMONICO_2017_FICHA.pdf. Poderá obter mais informações n' A Moagem – Cidade do Engenho e das Artes, sita no Largo da Estação, no Fundão, através do contacto telefónico 275 773 032 ou do e-mail gabcultural@cm-fundao.pt.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Shakira em Portugal a 22 de novembro

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 18.07.17

A cantora colombiana vai atuar na Meo Arena, em Lisboa.

Vencedora de doze Grammys, a cantora Shakira anunciou a sua nova digressão - El Dorado World Tour - arranca a 8 de Novembro em Colónia, na Alemanha e passa por Portugal a 22 de Novembro, no MEO Arena.

El Dorado é o mais recente discos de Shakira, o 11º trabalho de estúdio. Recentemente, a cantora bateu o recorde sul-americano no YouTube e agora está ao lado de Rihanna, Justin Bieber, Katy Perry e Taylor Swift: os únicos que conseguiram atingir a marca de 10 biliões de visualizações no canal. Shakira é, contudo, a única artista sul-americana a conseguir tal feito. Entre os vídeos de seu canal, Waka Waka conta com mais de um bilião de visualizações, assim como Chantaje. O vídeo de Me Enamoré, tema do último disco, já conta mais de 150 milhões de visualizações:

 

Shakira já atuou várias vezes em Portugal: em 2003, bateu recordes de bilheteira no então Pavilhão Atlântico, quando esgotou para 19 mil espetadores; Shakira regressaria à mesma sala em 2007 e em 2010. A estes concertos junta ainda duas atuações no Rock in Rio Lisboa de 2006 e 2010. E em 2012 esteve em Lisboa a gravar o vídeo oficial do tema Dare (La la la).

Nascida em 1977 em Barranquilla, na Colômbia, Shakira editou o primeiro álbum, Magia, em 1990, ainda na adolescência. O sucesso aconteceu poucos anos depois com Pies Descalzos (1995) e a primeira digressão internacional. Parte do trabalho de Shakira é dedicada à filantropia, através da fundação Pés Descalços, de apoio a crianças desfavorecidas da Colômbia. É ainda embaixadora da boa vontade da UNICEF e em 2011 foi nomeada pelo antigo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, para a Comissão Educativa Presidencial para a Educação dos Hispânicos.

De acordo com a promotora Ritmos e Blues, a Viber, uma das subsidiárias da Rakuten, responsável por esta digressão, fará uma pré-venda exclusiva na quarta-feira, 28 de Junho, às 9.00. Segue-se uma pré-venda exclusiva FNAC na quinta-feira, 29 de Junho, entre as 9.00 e a meia-noite. A partir de sexta-feira, os bilhetes estarão à venda para o público em geral.

Para mais informação sobre bilhetes visite o site oficial da cantora.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alunos de Violino da, ESART/IPCB, selecionados para o Festival Aurora na Suécia 

Seis estudantes da classe de violino da Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco foram recentemente selecionados para o Festival Aurora na Suécia.

Os alunos escolhidos trabalham com os docentes Augusto e Alexandra Trindade e respetivos assistentes Tiago Santos e Nuno Vasconcelos.

Este festival será realizado entre os dias 12 e 20 de agosto de 2017 no Royal College of Music em Estocolmo.

Inês Pais e Mariana Cabral do 1º ano da licenciatura em Música; Hilton Costa, Joana Weffort e Luísa Couto do 2º ano dessa licenciatura e Mafalda Pessoa finalista da licenciatura em Música vão ter oportunidade de realizar masterclasses de instrumento, música de câmara e orquestra sinfónica com violinistas e maestros de renome, tais como Krzysztof Penderecki e Nazanin Aghakhani e em violino com Sayaka Shoji, Barbara Doll e Eszter Haffner.

Os alunos de violino da ESART/IPCB têm sido selecionados e convidados a integrar vários projetos de índole profissional e académica.

Durante o mês de julho, cerca de 10 alunos da classe de violino, para além do Festival Aurora, integrarão projetos como a EGO (Estágio Gulbenkian para Orquestra), participarão nas masterclasses de música de câmara de Utrecht e vão colaborar, enquanto estagiários, com a recém-formada Orquestra Filarmónica Portuguesa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

FRC - Arraial Popular. Hoje, 21h00, Sede da FR Cortense. A não perder!!!

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 15.07.17

Foto de Filarmónica Recreativa Cortense.

Autoria e outros dados (tags, etc)

A segunda edição do Festival de Música da Bendada vai ter lugar na Casa da Música da Bendada, de 15 a 22 de julho.

Segundo a organização, este evento tem como objetivos ministrar o ensino da música da mais alta qualidade pelos músicos do ensemble Virtuoso Soloists e convidados, promover a região e trazer uma nova vida para a aldeia da Bendada, através da música.

Este ano, o Festival de Música da Bendada será composto por três valências: Curso de Aperfeiçoamento Musical; Curso de Introdução à Música e Coro de Adultos.

O Festival conta, mais uma vez, com a presença dos músicos do ensemble Virtuoso Soloists que, durante a semana, se apresentam em concerto em várias freguesias do concelho do Sabugal e, em conjunto com alguns músicos convidados, constituem o corpo docente do Festival.

Num ambiente colaborativo, os professores trabalham com os alunos no sentido de desenvolver competências musicais e performativas, mas também de participação e interação social, que segundo eles, “é uma excelente oportunidade para fazer novas amizades.” Os alunos terão várias ocasiões de se apresentarem em público, partilhando o palco com os seus colegas e professores. Os participantes têm, no festival, uma oportunidade única de continuar o trabalho desenvolvido nas suas escolas durante o ano letivo e, ao mesmo tempo, valorizar e melhorar o seu percurso musical.

Segundo a organização, “o Festival de Música da Bendada só é possível devido ao empenho dos professores, particularmente dos músicos do ensemble Virtuoso Soloists, conta com o apoio da Câmara Municipal do Sabugal, Junta de Freguesia da Bendada, Sociedade Filarmónica Bendadense, assim como da Associação Malcata com Futuro, Junta de Freguesia de Sortelha, Lar de Santa Luzia da Bendada e da Escola de Música de Boston University.”

Autoria e outros dados (tags, etc)

Salvador Sobral e os Norton na agenda cultural do trimestre em Castelo Branco

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 13.07.17

Salvador Sobral e os Norton na agenda cultural do trimestre em Castelo Branco 

Concertos com Salvador Sobral e os Norton são destaques da agenda cultural de Castelo Branco para o terceiro trimestre do ano, período que inclui ainda uma iniciativa onde contadores de histórias dinamizam sessões em espaços emblemáticos da cidade.

A agenda Cultura Vibra, inclui ainda um conjunto vasto de iniciativas culturais para todos os gostos, desde sessões com contadores de histórias, exposições, espétáculos variados, entre os quais de música, sendo uma agenda cultural sempre com o verão em mente e privilegiando os espaços ao ar livre.

"Esta agenda corresponde também ao período de estreia de espetáculos por grupos sediados no concelho, como é o caso dos Tramédia, Terceira Pessoa e Pé de Pano, bem como mais dois concertos pelo João Roiz Ensemble e uma apresentação especial dos Norton, na Devesa.

Mais uma vez, está aqui bem patente a dinâmica cultural de base local, um dos principais eixos da nossa estratégia”, explica o presidente do município de Castelo Branco, Luís Correia.

Salvador Sobral sobe ao palco do Cineteatro Avenida no dia 15, a partir das 22:00, para dar um concerto e apresentar o seu disco de estreia “Excuse Me”.

Nos dias 28 e 29, às 22:45, regressam as Noites Azuladas no Cargaleiro, com o jazz em destaque, no anfiteatro situado junto ao museu dedicado ao mestre, na Praça Manuel Cargaleiro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Rodrigo Serrão apresenta “Stick to the Music” em Lisboa, Covilhã e no Algarve 

Rodrigo Serrão, o primeiro músico português a utilizar um “chapman stick”, apresenta o seu primeiro álbum a solo na quarta-feira, em Lisboa, ponto de partida para uma digressão por cinco palcos.

Quarta-feira, Rodrigo Serrão apresenta o seu álbum “Stick to the Music”, na Associação José Afonso, num concerto de homenagem a José Afonso (1929-1987), que conta com a participação da cantora Fernanda Paula, que faz parte do projeto discográfico.

Na quinta-feira, Rodrigo Serrão atua na Feira de São Tiago, na Covilhã, na Beira Baixa.

Editado em março último, o álbum “Stick to the Music” é constituído por 12 temas, no qual pela primeira vez um músico português utiliza o “chapman stick”, instrumento criado pelo músico de jazz Emmett Chapman, nascido há 80 anos nos Estados Unidos, embora o primeiro português a ter um tenha sido o músico Ricardo Mendes, “stickista” do Porto.

Sobre este trabalho discográfico, o compositor e produtor explicou que partiu do repertório clássico e de peças tradicionais de raiz europeia, propondo “um concerto especialmente concebido para explorar emoções e viajar através da música”.

“Stick to the Music” é também o primeiro CD em que Rodrigo Serrão dá a conhecer a sua voz, logo no primeiro tema, “Hei-de Amar-te a Vida Inteira”, cuja interpretação partilha com Fernanda Paula.

Em declarações à agência Lusa, Rodrigo Serrão afirmou que “a reação do público ao CD tem sido fantástica” e constituiu uma “surpresa” para si.

“Começou por ser uma brincadeira, mas tem sido em crescendo a procura de concertos, e as pessoas têm curiosidade pelo ‘chapman stick’, e por outro lado, gostam de ouvir dizer poesia, que é algo que temos de memória, mas que parecia hoje em dia um pouco arredado da cena musical”, disse.

“O sucesso assusta um pouco por ter sido tão rápido”, referiu.

No dia 31 de julho, Rodrigo Serrão atua no espaço Duetos da Sé, em Lisboa, no dia 09 de agosto, na FNAC do Algarve Shopping, na Guia, em Albufeira, e, no dia seguinte, na FNAC do Fórum Algarve, em Faro.

Sobre este trabalho discográfico, o compositor e produtor explicou que partiu do repertório clássico e de peças tradicionais de raiz europeia, propondo “um concerto especialmente concebido para explorar emoções e viajar através da música”.

Maria Ana Bobone, Joana Pessoa e André Peres são outros dos convidados de Rodrigo Serrão que participam neste CD, que, segundo o músico, “é para as pessoas que [com ele] se atiram no escuro quando tudo é incerteza e ainda nada se sabe”.

O álbum inclui, entre outros temas, “Canção de Alcipe” (Armando Rodrigues/Afonso Corrêa Leite), “Dança Palaciana” (Carlos Paredes), “Um Bom Dia” (Rodrigo Serrão) e a canção tradicional irlandesa “Saddle the Pony”.

Com 25 anos de carreira, músico, letrista e produtor, Rodrigo Serrão começou os estudos musicais aos sete anos, tendo-se iniciado na flauta transversal, no Conservatório de Coimbra, e estudado guitarra, baixo, piano e ainda contrabaixo.

Sobre a escolha do repertório do álbum, Rodrigo Serrão afirma: “Há algo que reconhecemos sempre neste sentir português… Não se reduz às características de uma linguagem musical e está muito para lá dos instrumentos que a tocam. Na verdade está em todo o lado: na terra, na água, nos silêncios, nos olhares e nas palavras e, para nós, traduz-se sobretudo entre pausas, na escolha segura de certas notas”.

Sendo este o seu primeiro CD a solo, o músico participou em mais de 100 discos com nomes como José Cid, Paulo de Carvalho, Anabela, Romana, Vicente da Câmara, Pedro Barroso, o agrupamento Rouxinol Faducho, Mikkel Solnado, Dulce Pontes e Maria Ana Bobone, com quem realizou uma parceria, em 2011, acompanhando-a ao piano na interpretação de fados.

In: Lusa

Autoria e outros dados (tags, etc)

Festivais de música são seguros, mas espectadores também têm de colaborar

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 11.07.17

Os festivais de música são eventos seguros e têm planos de emergência obrigatórios, mas os espectadores também precisam de ser conscientes e informados.

"A preocupação com a segurança nos festivais é uma preocupação de sempre. E a prova disso é que não há grandes registos de problemas nos festivais portugueses. É verdade que estamos mais atentos e que a segurança está reforçada", afirmou Jorge Lopes, promotor do Meo Marés Vivas e presidente da recém-criada Associação de Promotores de Espetáculos, Festivais e Eventos (APEFE).

Do calendário de festivais de música, que se intensifica nas próximas semanas, há eventos em locais históricos, como o castelo de Sines, em recintos fechados, como o Meo Arena, dentro de localidades ou espalhados por espaços públicos e em espaços mais campestres, com direito a campismo.

São os casos do Vodafone Paredes de Coura e do Meo Sudoeste, ambos em agosto, um junto ao rio e outro perto da costa alentejana. Ambos têm um maior contacto com zona florestal, mas os promotores garante cumprimentos de protocolos de emergência.

"O campismo do festival Paredes de Coura tem permanentemente um posto de bombeiros e os bombeiros a vigiar. Quem conhece o campismo do festival Paredes de Coura já viu com certeza os bombeiros em ações de sensibilização e de prevenção do recinto. Tem corrido bem e assim vai continuar. Não há nenhum reforço, há uma continuidade de um trabalho que é feito há vários anos", explicou João Carvalho, um dos fundadores do festival minhoto.

Luís Montez, promotor, entre outros, dos festivais Meo Sudoeste e Super Bock Super Rock, afirmou que vão ser reforçadas as medidas de segurança, mas escusou-se a adiantar quais. A intenção é garantir a segurança dos espectadores, mas de forma discreta.

Num contexto mais urbano, no centro de Barcelos acontece em julho o Milhões de Festa e a organização explica que os planos de segurança são moldados às necessidades de cada edição.

"Temos uma estrutura de segurança que todos os anos é validada pela Polícia e pela Proteção Civil. Todos os anos existem novos pontos que são adicionados. Já no ano passado houve um reforço de revisão, portanto o plano de segurança, apesar de ser executado pelas mesmas pessoas, nunca é estanque", explicou Márcio Laranjeira, da organização.

Mas se há planificação e obrigações por parte de quem organiza, do lado dos espectadores também há regras a cumprir.

A associação APORFEST disponibilizou recentemente um "guia de segurança do festivaleiro", com dez propostas de comportamento, como o respeito pelos postos de revista das autoridades, cumprimento de normas do recinto, evitar andar sozinho e ser paciente.

No caso do festival Bons Sons, que acontece em agosto dentro de uma aldeia, as maiores precauções da organização são com quem fica na zona de campismo, prepara para acolher cerca de 2.500 pessoas.

Luís Ferreira, diretor do festival, explicou que por causa do incêndio ocorrido no ano passado no festival Andanças, houve um reforço das medidas de vigilância e emergência no Bons Sons e uma maior consciencialização dos espectadores.

"As pessoas têm de colaborar com os procedimentos e o incêndio no Andanças fez com que se vigiassem mais os comportamentos", disse.

Desimpedir estradas de acesso e limpar matos são duas das medidas de prevenção que o festival prepara para o recinto, para o parque de estacionamento e para o campismo, além de ter o obrigatório plano de emergência e cerca de 400 pessoas da organização a garantir o cumprimento dos procedimentos.

Por seu lado, o próprio Andanças volta a realizar-se este ano, em Castelo de Vide, no Alto Alentejo, mas num outro espaço e com menos dias de duração, mais próximo do meio urbano.

Sobre o panorama geral, João Carvalho remata: "Os festivais são dos eventos mais seguros do país, pelo menos na realidade nacional, que eu conheço bem, são dos eventos mais seguros. Temos a segurança, temos revista à porta, temos polícia fardada e à civil, temos vigilância. É manter o trabalho que tem sido feito".

Autoria e outros dados (tags, etc)

Foto de Escola Profissional de Artes da Covilhã.

Inscrições no link: https://goo.gl/forms/kfjPMEKXX8oJCCi43

Autoria e outros dados (tags, etc)

EPABI - Estágio de Orquetra de Cordas. 19 a 24 JUL. Inscrições até 14 JUL.

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 07.07.17

Foto de Escola Profissional de Artes da Covilhã.

 Inscrições no link: https://goo.gl/forms/2QtDeDEEidGNzY2D3

Autoria e outros dados (tags, etc)

Paredes de Coura fecha cartaz

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 06.07.17

O festival Paredes de Coura anunciou hoje Lightning Bolt, Japandroids e Roosevelt, em substituição de Formation, como os últimos nomes do cartaz da edição deste ano, que comemora o 25.º aniversário, de 16 a 19 de agosto.

O duo norte-americano Lightning Bolt existe há mais de duas décadas e soma um conjunto de atuações memoráveis, tendo durante anos tocado no meio do público: "Ao vivo são os reis do concerto-guerrilha, tocando com um volume intenso no meio da audiência, muitas vezes causando pandemónio", escrevia o New Musical Express na crítica sobre o disco "Earthly Delights", de 2009.

Por seu lado, os canadianos Japandroids, com disco novo este ano, são anunciados para o Vodafone Paredes de Coura pouco depois de terem atuado no palco do Primavera Sound no Porto.

No mesmo comunicado, a organização do festival anuncia que os Formation cancelaram a atuação prevista, sendo assim substituídos "pela sonoridade indie pop e techno" de Roosevelt.

Além das novidades do cartaz, a organização do Paredes de Coura anunciou ainda "pequenos acertos", como a passagem dos Ho99o9 para quinta-feira e de White Haus para sábado, enquanto Bruno Pernadas vai abrir o palco Vodafone na sexta-feira.

No ano em que celebra um quarto de século, o festival Paredes de Coura vai assistir a concertos de artistas como Future Islands, Mão Morta, King Krule, Young Fathers, Benjamin Clementine, At the Drive-In, entre muitos outros.

Os passes para o festival custam 90 euros, com bilhetes diários disponíveis por 45 euros.

Autoria e outros dados (tags, etc)

EPABI - Recitais de PAP 2017. 10 a 14 JUL.

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 05.07.17

Foto de Escola Profissional de Artes da Covilhã.

Autoria e outros dados (tags, etc)

“A Capella” o novo programa na RTP1 com o maestro Rui Massena

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 04.07.17

“A Capella” o novo programa na RTP1 com o maestro Rui Massena 

“A Capella”, com estreia marcada para 08 de Julho na RTP1, vai colocar uma questão por demais pertinente: Será, realmente, a voz humana o maior instrumento à face da Terra?

Com “A Capella” procura-se o melhor grupo vocal em Portugal, o que será sem dúvida um dos grandes senão o maior desafio para qualquer cantor!

Cantar “a capella”, sem instrumentos musicais a funcionarem como guia e esconderem alguma imperfeição, constitui a mais dura prova vocal de destreza, criatividade, técnica e engenho a que um cantor se pode expor.

Ao longo de oito programas conduzidos pelo Maestro Rui Massena, apresentar-se-ão oito grupos, seleccionados num abrangente casting nacional, onde as suas capacidades de cantar e encantar o público vão ser postas à prova com recurso apenas a um único instrumento: a sua voz. E contará com um Júri composto por: Paula Oliveira, Simone de Oliveira e Júlio Isidro.

Através de vozes realmente mágicas haverá verdadeiros concertos pop e rock de temas bem conhecidos, interpretados de uma forma nunca antes vista.

Em todas as actuações, além da voz, também a coreografia, o guarda-roupa e a imagem serão avaliados. Como prémio final, o grupo vencedor conquista o título de melhor grupo vocal português e terá a oportunidade de editar um CD.

No primeiro episódio: Rui Massena aceitou o desafio da RTP, e entre muitos candidatos de norte a sul do país, o Maestro encontrou artistas maravilhosos.
“A escolha foi bastante difícil mas tinha que ser feita. Foram selecionados oito magníficos. Descubra quem são no episódio de estreia!” refere a nota de imprensa

Autoria e outros dados (tags, etc)

Lisbon Music Fest inicia-se a 09 de julho e acontece em seis cidades.

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 03.07.17

 Image result for Lisbon Music Fest

O Lisbon Music Fest realiza-se de 09 de julho a 05 de agosto, apresentando uma programação de mais de 25 concertos, todos com entrada livre, em seis cidades e com agrupamentos como o Taipei Philharmonic Youth Ensemble.

O certame, nesta terceira edição, conta com a participação de cerca de 750 jovens, segundo números avançados pela organização, e, além da orquestra juvenil de Taiwan, conta com o recém-criado José Saramago Ensemble Jovem, de Portugal, a Essex Youth, a Sutton Youth Orchestra e a City of Belfast Youth Orchestra, do Reino Unido, a Jugendchoir MKS Schaffhausen, da Suíça, a Kfar Saba Youth Orchestra, e a Afula Youth Orchestra, de Israel, Choir and Concert Band, de Israel, e a Hong Kong Festival Youth Wind Orchestra, de Hong Kong.

O José Saramago Ensemble Jovem, que se estreou no ano passado em Lisboa, no Festival “Dias do Desassossego”, é um projeto musical idealizado por Manuel de Almeida Ferrer e Marisa Silva, constituído por jovens músicos portugueses, no âmbito da Fundação José Saramago.

Portugal, além do José Saramago Ensemble Jovem, está representado pela Orquestra Gulbenkian e pela Orquestra Estágio Gulbenkian.

O Lisbon Music Fest acontece este ano nos municípios de Lisboa, Évora, Elvas, Belmonte, no distrito de Castelo Branco, e na Batalha e Peniche, no distrito de Leiria.

O certame abre no dia 09 de julho, na Fundação Oriente, em Lisboa, com o Taipei Philharmonic Youth Ensemble.

Entre os palcos deste festival jovem contam-se a Fundação Calouste Gulbenkian, o Centro Cultural de Belém, as Ruínas do Carmo, o Palácio da Ajuda e os museus dos Coches e da Música, em Lisboa, o Mosteiro da Batalha, o Castelo de Belmonte, e a praça do Giraldo, em Évora.

Em comunicado, o diretor do festival, Tiago Neto, afirma que “o Lisbon Music Fest mantém, como grande objetivo, voltar a incluir a cidade de Lisboa e Portugal no roteiro cultural internacional dos festivais de verão, promovendo uma plataforma em que jovens músicos de todo o mundo possam interagir e partilhar diferentes culturas e experiências artísticas”.

“Depois do sucesso das duas primeiras edições, em que contámos com uma assistência global superior a 25 mil pessoas, acreditamos que vamos continuar a superar estes números”, remata.

A programação do Lisbon Music Fest está disponível em http://www.lisbonmusicfest.com/pt/2017/programa.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Filarmónica Recreativa Cortense

Fundada a 11-11-1899

Mais de um século ao serviço da Música, Recreio e Cultura!


Contatos

* 967 687 837 * 967 706 294 *

* 969 375 934 *


Morada

Rua Padre Silva n 6

6215-141 Cortes do Meio

Covilhã


Endereço eletrónico

filarmonicacortense@iol.pt

Deixe a sua mensagem: