Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


Fundada a 11-11-1899

Mais de um século ao serviço da Música, Recreio e Cultura!

.

Telemóvel:

* 967 687 837 * 967 706 294 *

* 969 375 934 *

.

Morada:

Rua Padre Silva n 6

6215-141 Cortes do Meio

Covilhã

.

Endereço eletrónico:

filarmonicacortense@iol.pt


Maestro: Fábio Daniel Esteves Pereira

Fábio Daniel Esteves Pereira nasceu a 28 de maio de 1986. É natural de Unhais da Serra mas cedo veio morar para a freguesia de Cortes do Meio.

Iniciou os estudos de formação musical e instrumento em 1997 na Filarmónica Recreativa Cortense como saxofonista com o maestro António Pão-Alvo.

Em 2000, sob a tutela do Pe. José António Loureiro Pinheiro toma parte da direcção artística do grupo Chama de Deus.

Em 2003 foi seleccionado para a Orquestra de Jazz do Centro, um masterclass jazzístico leccionado por Paulo Perfeito.

No âmbito do projecto Covilhã Filarmónico teve diversos estágios com professores de academia e conservatórios locais.

Em 2010 inicia os estudos em direcção de orquestra de sopros no CEDOS (Centro de estudos de direcção de orquestra de sopros) com os professores Luís Clemente em direcção e análise musical, Carlos Amarelinho em orquestração e Paulo Ramos em formação musical e auditiva.

Conclui o curso médio com 16 valores. Durante o curso médio trabalhou com as bandas da Covilhã, Ponte do Rol, Belinho, Cabreiros, Mafra, Banda Sinfônica da Covilhã.

No mesmo período lectivo obteve o primeiro prémio no concurso de direcção do ENOS ( Estágio Nacional de Orquesta de Sopros) Esposende.

Em 2013 iniciou os estudos em direcção de orquestra na academia de direcção da ACO ( Atlantic Coast Orchestra) com os professores Luís Clemente e Colin Metters em direcção de orquestra, José Fayos Jordan e Roberto Fiore em orquestração, Paulo Maciel e Jaime Branco em formação musical e auditiva. No mesmo ano começou a trabalhar na escola de música da Filarmónica Recreativa Cortense.

Dirigiu ensemble da ACO, orquestra sinfonica da ACO, Banda Nova de Manteigas e orquestra de sopros do ENOS Portel, EPABI e Escola Profissional de Seia.

Finalizou o curso superior da academia de direcção da ACO com 17 valores.

Em 2017 tomou posse da direcção artística e musical da Filarmónica Recreativa Cortense e deu início ao processo de equivalência de licenciatura na ABRSM (Associeted Board of the Royal Schools of Music).


Corpos Socias - triénio 2017/2019

Assembleia Geral:

Presidente: Marco Alves;

Vice Presidente: Joana Santos;

Secretário: Aline Miguens;

.

Conselho Fiscal:

Presidente: Bernardino Santos;

Vice Presidente: João Pedro Faisca;

Relator: Gabriel Vila;

.

Direcção:

Presidente: Alexandre Barata;

Vice Presidente: Adriano Esteves;

1º Secretário: Mafalda Santos;

2º Secretário: Flavio Inácio;

Tesoureiro: Francisco Pina;

Vogal: Leticia Vila;

Vogal: Steve Vila;

Vogal: Alexandre Barata;

Vogal: José Silva;



Mapa de actuações:

25-11-2017 - Encontro Filarmónico no Paúl;

.

17-12-2017 - Concerto de Natal na Igreja Paroquial de Cortes do Meio


Cortes do Meio, Concelho da Covilhã, Distrito de Castelo Branco

.

Salvador Sobral e os Norton na agenda cultural do trimestre em Castelo Branco

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 13.07.17

Salvador Sobral e os Norton na agenda cultural do trimestre em Castelo Branco 

Concertos com Salvador Sobral e os Norton são destaques da agenda cultural de Castelo Branco para o terceiro trimestre do ano, período que inclui ainda uma iniciativa onde contadores de histórias dinamizam sessões em espaços emblemáticos da cidade.

A agenda Cultura Vibra, inclui ainda um conjunto vasto de iniciativas culturais para todos os gostos, desde sessões com contadores de histórias, exposições, espétáculos variados, entre os quais de música, sendo uma agenda cultural sempre com o verão em mente e privilegiando os espaços ao ar livre.

"Esta agenda corresponde também ao período de estreia de espetáculos por grupos sediados no concelho, como é o caso dos Tramédia, Terceira Pessoa e Pé de Pano, bem como mais dois concertos pelo João Roiz Ensemble e uma apresentação especial dos Norton, na Devesa.

Mais uma vez, está aqui bem patente a dinâmica cultural de base local, um dos principais eixos da nossa estratégia”, explica o presidente do município de Castelo Branco, Luís Correia.

Salvador Sobral sobe ao palco do Cineteatro Avenida no dia 15, a partir das 22:00, para dar um concerto e apresentar o seu disco de estreia “Excuse Me”.

Nos dias 28 e 29, às 22:45, regressam as Noites Azuladas no Cargaleiro, com o jazz em destaque, no anfiteatro situado junto ao museu dedicado ao mestre, na Praça Manuel Cargaleiro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

100 Anos a Cantar Fátima. 13 MAI, 21h30, Paul.

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 10.05.17

No próximo dia 13 de maio, a ACDP-Banda Filarmónica do Paul realizará um concerto no Santuário de Nª. Srª. das Dores no Paul pelas 21h30m inserido na passagem da imagem de Nª. Srª. de Fátima peregrina da Unidade Pastoral Covilhã Sul.

Este concerto será composto por duas partes: a primeira a cargo da Banda do Paul, com a sua apresentação em concerto; a segunda terá a estreia de uma obra única de autoria de André Prata e conta com um grupo coral composto por pessoas das freguesias do Paul, Erada e Sobral de S. Miguel e aompanhamento musical da Banda do Paul.

A Filarmónica Recreativa Cortense estará representada nesta peça por 5 elementos musicais, que após solicitação por parte da Banda do Paul, aceitaram o convite e integraram a formação musical para o concerto.

O concerto pretende assinalar o centenário das aparições de Nª. Srª. em Fátima.

Fica o convite à Vossa presença.

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Nota Alta" com Maestro Rui Massena. Porto Canal. Estreia hoje!

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 28.10.16

Resultado de imagem para “Nota Alta” Porto Canal Rui Massena

O maestro Rui Massena estreia hoje, 28 de Outubro, “Nota Alta”, onde música e debates marcarão o serão do Porto Canal.

O novo programa semanal de Rui Massena, “Nota Alta”, vai contar com a presença de convidados e artistas em estúdio para conversas informais sobre diversas temáticas.

No programa de estreia, Rui Massena receberá em estúdio, o deputado do PS João Soares, e a Cultura será o tema escolhido.

Aspectos relevantes da Cultura nacional como o que falta fazer, o papel social da arte, a acção política da arte no poder local e poder central, e o que mais virá por acréscimo.

A música vai estar a cargo da dupla “Inevitável” de Gileno Santana Tuniko Goulart que apresentará o seu novo trabalho num ambiente intimista.

Autoria e outros dados (tags, etc)

No próximo dia 21 de maio, sábado, pelas 21h30, no Teatro Municipal da Guarda, realiza-se a terceira edição do Concerto da Beira Interior, inserido no XI FESTIVAL DE MÚSICA DA BEIRA INTERIOR, promovido pela SCUTVIAS, Autoestradas da Beira Interior, SA e no qual participam as escolas de música da região. 

O Concerto da Beira Interior deste ano apresentará, na 1ª parte, ritmos do Continente Sul Americano e América Central, selecionados por Gustavo Delgado, incluindo obras de Heitor Villa-Lobos (sec.XIX – Brasil), Astor Piazzolla (sec. XX - Argentina) e Arturo Márquez (sec.XXI – México).

Para a 2ª parte ficará reservada a estreia da obra musical Vera Cruz, composta por João Pedro Delgado e inspirada na obra literária com o mesmo nome, do autor João Morgado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

ANAFAIA apresentam novo álbum em concerto. 12 DEZ, 22h, Fundão.

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 10.12.15

Fundão: ANAFAIA apresentam novo álbum em concerto

Os Anafaia vão realizar um concerto, no próximo sábado, dia 12 de dezembro, às 22.00h, no Pavilhão Multiusos do Fundão, para apresentar o novo trabalho discográfico.
Neste concerto o grupo interpreta todos os temas do novo álbum acompanhado por vários músicos convidados, em especial o cantor Sebastião Antunes dos Quadrilha, que faz questão de estar presente uma vez que participou neste novo trabalho dos Anafaia.
Os Anafaia nasceram em 2010 na Cova da Beira, no Fundão. Na altura com a designação Com’Tradições que, mais tarde, originou os Anafaia. Dois projetos que derivam do Homem do Saco – Associação de Artes Tradicionais. “ANAFAIA” (Do ár. an-nafaia) – primeiros fios do bicho-da-seda, antes da formação do casulo - o princípio de tudo. Tanto quanto o primeiro fio é o princípio da teia que leva ao casulo, também a música tradicional, os cantares e os sentires das gentes, são a raiz da cultura de um povo. A recolha e a recriação de temas das beiras estão no cerne do trabalho desenvolvido pelo grupo do Fundão. As vidas do povo da terra e a composição de músicas originais inspiradas no mundo rural da Beira Interior, embora com laivos de alguma contemporaneidade estão presentes nas músicas que nos apresentam. Depois do primeiro álbum do grupo onde se destacaram os dois primeiros originais do grupo “O Carvalhal é Nosso”, em homenagem às “Gentes da Rama do Castanheiro” da aldeia do Souto da Casa, e “Pastor da Transumância”, original apresentado no Chocalhos, em 2011, dedicado aos pastores transumantes, apresenta agora o novo álbum onde o single "Pastora da Serra” será a apresentação do novo disco com a etiqueta Music In My Soul.

Neste novo trabalho houve a necessidade de criar alguns temas originais relacionados com a região ajudando a promover e divulgar a cultura local. O trabalho inclui cinco temas originais, "Pastora da Serra", "Vindima", "Colheita da Cereja", "Anafaia" e "Serra da Gardunha", sendo as restantes recolhas efetuadas na região como o "Terreiro e a Menina do Bailho" (Aldeia Nova do Cabo), "Zamburra não toca" (Zebreira), "Loureiro" (Idanha-a-Nova), "Serrana" (Alcongosta) e uma nova versão do "Pastor da Transumância" cantada pelo Sebastião Antunes dos Quadrilha. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Fundão estreia Orquestra Municipal. 3 JAN, 21h30.

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 02.01.15

Concerto de apresentação da Orquestra Municipal do Fundão

Irá realizar-se, no dia 3 de janeiro de 2015, sábado, às 21.30h, n’ A Moagem – Cidade do Engenho e das Artes, no Fundão, o Concerto de Apresentação da Orquestra Municipal do Fundão.

A Orquestra Municipal do Fundão tem a direção do músico fundanense João Roxo e neste concerto contará com a participação de Paulo Gaspar, professor de Clarinete da Escola Superior de Música de Lisboa, da Orquestra Metropolitana de Lisboa e da escola de Jazz Luiz Villas Boas Hot Clube de Portugal e clarinetista da Banda Armada; Heloísa Simões, natural do Fundão e doutoranda em Artes Musicais – Canto Lírico e licenciada e pós-graduada em Estudos Artísticos; e do Coro Intermezzo, um coro criado a 3 de Setembro de 1997, no seio da Santa Casa da Misericórdia do Fundão.

Esta orquestra foi criada no âmbito do protocolo assinado, a 2 de outubro de 2014, entre o Município do Fundão, a Santa Casa da Misericórdia do Fundão, a Banda Filarmónica da Aldeia Nova do Cabo, a Banda Filarmónica da Peroviseu e a Sociedade Filarmónica Silvarense, sendo composta por 25 músicos oriundos destas bandas filarmónicas e da Academia de Música e Dança do Fundão.

Os objetivos da Orquestra Municipal são contribuir para o desenvolvimento cultural do concelho do Fundão; oferecer oportunidades de práticas musicais diferenciadas a jovens e adultos; participar em eventos culturais promovidos pelo Município ou por outras entidades; bem como preservar os valores culturais; elaborar, organizar e divulgar um repertório variado e eclético.

Os instrumentos que integram a Orquestra Municipal do Fundão são os seguintes: Saxofone, Trompa, Trompete, Trombone, Tuba, Piano, Bateria, Contrabaixo, Baixo Elétrico, Guitarra Elétrica, Clarinete, Flauta e Voz.

A entrada para este concerto será gratuita e as reservas poderão ser feitas através do 275773032.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Luis Cipriano estreia Missa Brévis em Ré menor em Portugal

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 03.09.14

Rádio Cova da Beira

Depois de ter sido estreada em Colmar-Berg no Luxemburgo, por um coro de jovens oriundos de vários países europeus, a Missa Brevis em Ré menor de Luís Cipriano, terá a sua primeira apresentação em Portugal, no próximo domingo, pelas 15 horas, na Igreja Matriz de Sarnadas de Rodão.

A obra será interpretada na missa em honra de S. Sebastião, padroeiro daquela aldeia e inserida nas festividades locais. A escolha do local prende-se com o facto de Luís Cipriano ter passado grande parte da sua infância naquela localidade assim como pelos laços familiares que aí mantem. A missa foi composta para assinalar os 30 anos da Semana Internacional de Música do Luxemburgo e escrita para Coro Misto e Orquestra de Cordas e será agora interpretada pelo Coro Misto da Beira Interior sob a direcção do próprio compositor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Time for T - Teatro Clube de Alpedrinha, 24 MAI, 22h. Divulgação.

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 20.05.14

 photo TimeForT_zps7455f2f7.jpg

Concerto a solo no auditório Teatro Clube de Alpedrinha em antecipação do mini álbum de estreia em Portugal.

Dia 24 de Maio pelas 22h:00m  o luso-britânico Tiago Saga apresenta  a solo, no auditório do Teatro Clube de Alpedrinha, o novo EP da sua banda (Time For T).

Tiago Saga vem de Brighton, Inglaterra com a guitarra e canções bastante frescas. 

Entradas: 3€ (Sócios) / 5€ (ñ Sócios) - Lotação Limitada!

Bilhetes: pré-compra Teatro Clube de Alpedrinha

Contactos Bilheteira: 96 343 08 73/ 967630817/ teatroclubedealpedrinha@gmail.com

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Nouvelle Vague em Lisboa e no Fundão.

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 27.11.13

Concertos em Portugal contam com a presença de 3 vozes femininas

Nouvelle Vague em Lisboa e no Fundão
Os Nouvelle Vague regressam a Portugal e pela primeira vez sobem ao palco três vocalista femininas. Os dois concertos agendados no nosso país contam com a estreia absoluta da nova vocalista Zula.

A primeira data está marcada para dia 12 de Dezembro em Lisboa no TMN ao Vivo e no dia 13 no Pavilhão Multiusos do Fundão.

O preço dos bilhetes é de 18€, ou 34€ para duas pessoas [exclusivamente à venda nas lojas de discos Flur e Louie Louie em Lisboa] ou de 22€ [com oferta do cd da banda "the Singers"].

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

“A Esperança dos Loucos” – Ana Figueiredo. Download.

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 24.10.13
anafigueiredo

O disco de estreia chama-se “A Esperança dos Loucos” e o nome a fixar, Ana Figueiredo:

“Ana Figueiredo, membro da banda dos Homens da Luta desde 2010 e ex-membro dos Muri Muri, banda residente do programa “5 para a meia noite” na RTP1, lança agora o seu primeiro trabalho a solo, o EP “A Esperança dos Loucos”, em conjunto com o videoclip “A essência”, um dos cinco temas que compõem este trabalho.” Mailing

O EP encontra-se disponível para download legal e gratuito . [POP | OUVIR | DOWNLOAD LEGAL]

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Vicente – Marjamaki – “Alternate Translations”. Download.

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 14.10.13

A MiMi Records está de regresso às edições; e que regresso. Chama-se “Alternate Translations” e marca a estreia em disco da dupla Luís Vicente (trompete) e Jari Marjamaki (electrónica).

“(…) Gravadas ao vivo, as quatro peças incluídas são pedaços dessa vivência livre a assumir a perenidade. Momentos possíveis de um work in progress contínuo.
‘Disjointed’ e ‘Alternate Translation’ deixam-se flutuar num ambiente em suspensão, com o ritmo a projectar um pulso submerso sobre o qual vão ecoando pedaços melódicos enevoados, na tradição da melhor Basic Channel. Retratos difusos de uma realidade paralela sobre os quais flutuam linhas de trompete esparsas algures entre o espiritualismo de um Jon Hassell e a noção de espaço do Bill Dixon.
Mais estática e vagamente ameaçadora, ‘Under a Tree’ escala o drone à custas de surtos ininteligíveis e harmonias vindas de nenhures, enquanto ‘Cluster’ vai dispondo melodias espectrais em enredos informais com um trompete assombrado pelo Don Cherry.
Partindo do título, ‘Alternate Translations’ é um trabalho de natureza especulativa, mas consiso com os seus objectivos. Peça continuamente intrigante que se deixa habitar numa esfera onde a linguagem assume caminhos sempre abertos à interpretação.” Bruno Silva

“Alternate Translations” está disponível para download legal e gratuito, claro!

[EXPERIMENTAL | DOWNLOAD LEGAL]

 

alternatetranslations

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Lacre - “Opus 0″. Download.

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 16.09.13

opuszero

Trocam-se sentimentos, tocam-se corações, enche-se a alma das pessoas. Foi ao som de alguma tristeza e muita melancolia que os transmontanos Lacre nos ofereceram a sua estreia em disco. Profundamente intimista, “Opus 0″ é um trabalho de música erudita, num registo acústico donde sobressai a voz luminosa da micaelense Carolina Vieira. É muito dela a responsabilidade por esta viagem interior, por este despertar d’almas levado a cabo pelos Lacre. Formados por Miguel Moita Fernandes (guitarra clássica e composição), Yazalde Afonso (guitarra clássica e composição), Rómulo Ferreira (violoncelo), Igor Ferreira (violino) e Carolina Vieira (voz), os Lacre trazem a inquietação na sua música. Uma inquietação que é trazida pela reflexão que nos é proposta. Porque é um música que nos convida a pensar sobre ela e sobre nós mesmos. [ERUDITA | DOWNLOAD LEGAL]

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Paul McCartney apresenta nova música.

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 30.08.13

"New" é uma música do álbum com o mesmo nome, que Paul McCartney lançará em Outubro.

Paul McCartney apresenta nova música.
Seis anos passaram desde que Paul McCartney lançou um álbum com material original. "New" chegará às lojas em Outubro com 12 canções novas. O ex-beatle convidou Mark Robson para produzir três músicas do álbum, uma delas é a "New", que tem um aquele toque clássico reconhecível de Paul McCartney.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Reunion Big Jazz Band apresenta o seu álbum de estreia Ouija

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 15.10.12

A Orquestra Reunion Big Jazz Banda apresenta o seu primeiro albúm, Ouija, no próximo dia 19 de outubro, no Auditório do Institut Français du Portugal, em Lisboa.

A Reunion Big Jazz Band foi formada em Fevereiro de 2003, por três amantes do jazz, Fernando Soares, Manuel Lourenço e Francisco Costa Reis.
É um projecto baseado na criação e divulgação de uma linguagem orquestral, conduzido desde início pelo experiente maestro Claus Nymark, que tem vindo a demonstrar grande importância na formação e inserção de novos talentos musicais.
As apresentações semanais que a orquestra efectuou, durante três anos, no Ondajazz em Lisboa, foram um dos principais elementos da criação de uma identidade estilística e sonora única.
Mais de 90 músicos colaboraram neste projecto desde a sua fundação, tendo sido desta forma, uma rampa de lançamento para muitos no panorama do jazz nacional.
Desde os clássicos das big bands às linguagens mais modernas, o álbum Ouija, é composto por oito faixas, das quais cinco são temas originais, e as restantes três, versões com arranjos da orquestra.
Aconselho que oiçam este disco com tranquilidade porque as muitas imagens que a música nela contida sugere, tornam-se particularmente cinematográficas, permitindo ver a música, para além de a ouvirmos”, disse a compositora, responsavel pelos arranjos, e directora do projecto de orquestra Maria Schneider.

As portas abrem às 21:30, e os bilhetes têm o valor de 10 euros, disponíveis no local.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Capitão Romance – “Capitão Romance”. Download

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 12.10.12

Com selo da Cogwheel Records, os Capitão Romance acabam de lançar o seu homónimo EP de estreia.

“(…) Algures entre Paris e Texas e assumindo na sua sonoridade influências que andam entre Jorge Palma, Violent Femmes e 16Horsepower os Capitão Romance escrevem temas cantados em português que oscilam entre a euforia e a tristeza, por vezes dissimuladas outras escancaradas, numa roupagem acústica, popular e ao mesmo tempo intimista.
À bipolaridade de Rudolfo bem como à semi-surdez de João Pereira, nas guitarras e voz, juntam-se a disciplina e rigor do baixo de Adílio Sousa e a juventude irreverente de Carlos Gonçalves (Carlão) na bateria, compondo assim o colectivo conhecido como Capitão Romance.
Projecto que nasceu em Coimbra pela mão de Rudolfo e que durante alguns anos se ouviu apenas em pequenos bares e em finais de noite entre amigos, Capitão Romance, vê agora o seu trabalho concretizado e encontra-se agora pronto para se mostrar ao mundo (…)” (nota de imprensa)

“Capitão Romance” foi gravado, misturado e masterizado por Duarte Feliciano, nos iSoundStudios, em Coimbra. A produção ficou a cargo da própria banda. “Nódoa”, o primeiro single, está disponível para download legal e gratuito.

 

Capitão Romance – “Capitão Romance” (Cogwheel Records, 2012) | POP-ROCK

Ouvir “Capitão Romance”
www.facebook.com/pages/Capit%C3%A3o-Romance/126951134047071
capitaoromance.bandcamp.com
cogwheelrecords.co.cc
facebook.com/cogwheelrecords

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

"Orquestra Geração" - Filme. Estreia 4 OUT, Cinema City Classic Alvalade.

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 28.09.12

A Vende-se Filmes estreará em breve no cinema o documentário "Orquestra Geração" sobre o projecto homónimo lançado em Portugal em 2007. O projecto prevê o desenvolvimento de orquestras infantis e juvenis em contextos menos favorecidos, tendo como objectivos a sensibilização artística, o combate ao abandono escolar, a diminuição da exclusão social e da desigualdade de oportunidades entre periferias e centros urbanos.

O filme debruçou-se sobre a Escola Miguel Torga, na Amadora, onde os realizadores Filipa Reis e João Miller Guerra estabeleceram uma sólida relação, depois de várias filmagens com aqueles alunos e professores, a pedido da Fundação Calouste Gulbenkian.
O filme será apresentado a partir de 4 de Outubro, no Cinema City Classic Alvalade, em Lisboa.
 
INFORMAÇÕES
Sessões: 13:30h; 15:30h; 17:30h; 19:30h; 21:30h; 23:30h. Há ainda a possibilidade de organizar sessões de manhã.
Preço do bilhete por pessoa (para grupos mín. 10 elementos): 4 euros
Datas de exibição: de 4 a 17 de Outubro
Local de exibição: Cinema City Classic Alvalade - Av. De Roma nº 100, 1700-352 Lisboa
 
A FRC agradece o convite!
 Trailer
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Síntese começa dia 20 no TMG com o Performa Ensemble e uma estreia absoluta

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 17.09.12

 

O Teatro Municipal da Guarda em parceria com o Síntese - Grupo de Música Contemportânea organizam pelo sétimo ano consecutivo o Síntese - Ciclo de Música Contemporânea da Guarda. O ciclo arranca já na próxima quinta-feira, dia 20 de Setembro, no Pequeno Auditório às 21h30, com o espectáculo do Performa Ensemble. Um concerto que contará com a estreia absoluta de uma nova obra “The Invention of Dreams” da compositora Sara Carvalho e ainda obras de António Pinho Vargas, Luís Carvalho, Francisco Monteiro, Sérgio Azevedo, Fernando Lapa e João Gonçalo Neves. O Performa Ensemble é um grupo de câmara de formação variável criado em 2007, especializado na performance de música contemporânea, e que integra intérpretes/docentes e alunos de pós-graduação do Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro e músicos convidados. O Ensemble tem como objectivo o apoio à composição, interpretação e gravação de novas obras de música de câmara, em particular de compositores portugueses, e promovido projectos colaborativos e interdisciplinares. Tem mantido desde a sua criação uma actividade de concertos regular, salientando-se apresentações na Casa da Música do Porto e no Festival Música Viva, assim como em Itália e no Brasil (nomeadamente no Festival Ritmo e Som de S. Paulo). Segue-se, a 4 de Outubro, no Pequeno auditório, às 21h30, a estreia absoluta de duas obras pelo grupo Síntese: … “in modo concertante, de Sérgio Azevedo, uma obra concertante para violoncelo e grupo de câmara, dedicada à memória de Bernardo Sassetti, e Narrativas, de Duarte P. Dinis Silva, para quarteto de cordas, ambas especialmente escritas para o grupo. Neste concerto, ainda a apresentação da obra “Concerto Campestre”, de Francisco Monteiro, com texto de Vasco Graça Moura. Trata-se de uma obra estreada em 2004 pelo Grupo de Música Contemporânea de Lisboa, e revista em 2012 pelo compositor para o efectivo do Síntese. A obra escrita para Mezzo soprano, Saxofone Alto, Violino I, Violino II, Viola, Violoncelo, Acordeão e Piano vai buscar inspiração à figura de Giorgione, pseudónimo de Giorgio Gasparini, ou Zorzi da Castelfranco, pintor do renascimento italiano. O Síntese - Grupo de Música Contemporânea é uma plataforma criativa envolvendo intérpretes em interacção com compositores. O seu reportório tem como porto de abrigo as referências clássicas da contemporaneidade musical mas parte à conquista de novos universos sonoros, estimulando nos compositores a criação de nova música, através de novas mestiçagens para timbres tradicionais. É uma plataforma aberta e modulável: do instrumento solo à pequena e pouco ortodoxa orquestra de câmara, todas as hipóteses são possíveis – até a hipótese electro-acústica. O ciclo termina a 19 de Outubro, no Pequeno Auditório, às 21h30, com outra estreia absoluta “Música de João Pedro Delgado– Canções e Instrumentos Solistas, obras para voz, piano, saxofone, violino, viola e violoncelo". No programa: “A Formosura da Invocação”, para piano e voz mezzo soprano; “Açucena”, para piano e voz mezzo soprano; “Não Fora Haver Traição”, para piano e voz mezzo soprano; “Longo Será o Teu Sono”, para piano, saxofone e voz mezzo soprano; “Dois Fragmentos de Safo”, para piano, saxofone e voz mezzo soprano; “Forma Sonata”, para piano e saxofone; “A l´ombre des jeunes filles en fleur”, para violoncelo solo; “Combray”, para violino solo, “Guarda”, para saxofone e voz mezzo soprano; e ainda “Três peças para Viola e Violoncelo”, para viola e violoncelo. Todas as obras são da autoria do compositor João Pedro Delgado e serão interpretadas pelos músicos: Gustavo Delgado, violino; João Pedro Delgado, viola d'arco; Rogério Peixinho, violoncelo; Carlos Canhoto, saxofones; Helena Neves, mezzo-soprano e Nuno Santos Dias, piano.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Síntese - Ciclo de Música Contemporânea da Guarda

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 06.09.12


O Teatro Municipal da Guarda em parceria com o Síntese - Grupo de Música Contemportânea organizam pelo sétimo ano consecutivo o Síntese - Ciclo de Música Contemporânea da Guarda. O ciclo arranca a 20 de Setembro com o grupo Performa Ensemble, num concerto que contará com a estreia absoluta de uma nova obra da compositora Sara Carvalho e ainda obras de António Pinho Vargas, Luís Carvalho, Francisco Monteiro, Sérgio Azevedo, Fernando Lapa e João Gonçalo Neves. Segue-se a 4 de Outubro a estreia absoluta de duas obras pelo grupo Síntese: … “in modo concertante”, de Sérgio Azevedo, uma obra concertante para violoncelo e grupo de câmara, dedicada à memória de Bernardo Sassetti, e “Narrativas”, de Duarte Silva, para quarteto de cordas. O ciclo termina a 19 de Outubro com outra estreia absoluta “Música de João Pedro Delgado – Canções e Instrumentos Solistas, obras para voz, piano, saxofone, violino, viola e violoncelo".

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Flávio Torres – “Canções de Bolso”

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 12.07.12

Músico, compositor e cantautor covilhanense, Flávio Torres editou há dias o seu álbum de estreia.

O disco chama-se “Canções de Bolso” e é composto por oito temas de tendência acústica, numa linha que percorre géneros como o pop, o blues ou o folk. O álbum está em audição integral no bandcamp do músico.

Aqui existem reflexos de melancolia luminosa ou de energia suplicante onde a palavra espelha a fonte do sentir.
Este leque de canções escritas em Português retratam histórias do amor, do desencontro ou mesmo de caminhos tortuosos, vivências e críticas que de alguma forma vão ao encontro do estado do país actual.
O conjunto de canções apresentado por Flávio Torres são evidência de uma estética minimal (guitarras, contra baixo, percussões) com o intuito de procurar um som novo e mais inventivo dentro das áreas que o mesmo aborda. As Canções são simples onde o texto marca a pulsação e o ambiente acústico foge ao lugar comum.” (1)

De seguida, o videoclip para “Swing da Corja”, o primeiro single a ser retirado do álbum. O vídeo foi produzido por Ovelha Eléctrica.

 

Flávio Torres – “Canções de Bolso” (Overdrive Productions, 2012) | POP | FOLK | Ouvir “Canções de Bolso”
www.facebook.com/flaviotorresmusica
www.myspace.com/flaviotorresmusica
palcoprincipal.sapo.pt/flaviotorresmusica

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

New Kind Of Mambo – “New Kind Of Mambo”. Download.

por Filarmónica Recreativa Cortense, em 12.06.12

Tiago e Sofia são a New Kind Of Mambo.

Retirado do EP de estreia da dupla de Coimbra, este é o videoclip para o tema que dá título ao mais recente disco dos New Kind of Mambo. A realização ficou a cargo de Leonel Meneses.

| GARAGE |

Download Legal de “New Kind Of Mambo”
www.facebook.com/newkindofmambo
www.myspace.com/newkindofmambo

In: A Trompa

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Fundada a 11-11-1899

Mais de um século ao serviço da Música, Recreio e Cultura!

.

Telemóvel:

* 967 687 837 * 967 706 294 *

* 969 375 934 *

.

Morada:

Rua Padre Silva n 6

6215-141 Cortes do Meio

Covilhã

.

Endereço eletrónico:

filarmonicacortense@iol.pt


Maestro: Fábio Daniel Esteves Pereira

Fábio Daniel Esteves Pereira nasceu a 28 de maio de 1986. É natural de Unhais da Serra mas cedo veio morar para a freguesia de Cortes do Meio.

Iniciou os estudos de formação musical e instrumento em 1997 na Filarmónica Recreativa Cortense como saxofonista com o maestro António Pão-Alvo.

Em 2000, sob a tutela do Pe. José António Loureiro Pinheiro toma parte da direcção artística do grupo Chama de Deus.

Em 2003 foi seleccionado para a Orquestra de Jazz do Centro, um masterclass jazzístico leccionado por Paulo Perfeito.

No âmbito do projecto Covilhã Filarmónico teve diversos estágios com professores de academia e conservatórios locais.

Em 2010 inicia os estudos em direcção de orquestra de sopros no CEDOS (Centro de estudos de direcção de orquestra de sopros) com os professores Luís Clemente em direcção e análise musical, Carlos Amarelinho em orquestração e Paulo Ramos em formação musical e auditiva.

Conclui o curso médio com 16 valores. Durante o curso médio trabalhou com as bandas da Covilhã, Ponte do Rol, Belinho, Cabreiros, Mafra, Banda Sinfônica da Covilhã.

No mesmo período lectivo obteve o primeiro prémio no concurso de direcção do ENOS ( Estágio Nacional de Orquesta de Sopros) Esposende.

Em 2013 iniciou os estudos em direcção de orquestra na academia de direcção da ACO ( Atlantic Coast Orchestra) com os professores Luís Clemente e Colin Metters em direcção de orquestra, José Fayos Jordan e Roberto Fiore em orquestração, Paulo Maciel e Jaime Branco em formação musical e auditiva. No mesmo ano começou a trabalhar na escola de música da Filarmónica Recreativa Cortense.

Dirigiu ensemble da ACO, orquestra sinfonica da ACO, Banda Nova de Manteigas e orquestra de sopros do ENOS Portel, EPABI e Escola Profissional de Seia.

Finalizou o curso superior da academia de direcção da ACO com 17 valores.

Em 2017 tomou posse da direcção artística e musical da Filarmónica Recreativa Cortense e deu início ao processo de equivalência de licenciatura na ABRSM (Associeted Board of the Royal Schools of Music).


Corpos Socias - triénio 2017/2019

Assembleia Geral:

Presidente: Marco Alves;

Vice Presidente: Joana Santos;

Secretário: Aline Miguens;

.

Conselho Fiscal:

Presidente: Bernardino Santos;

Vice Presidente: João Pedro Faisca;

Relator: Gabriel Vila;

.

Direcção:

Presidente: Alexandre Barata;

Vice Presidente: Adriano Esteves;

1º Secretário: Mafalda Santos;

2º Secretário: Flavio Inácio;

Tesoureiro: Francisco Pina;

Vogal: Leticia Vila;

Vogal: Steve Vila;

Vogal: Alexandre Barata;

Vogal: José Silva;



Mapa de actuações:

25-11-2017 - Encontro Filarmónico no Paúl;

.

17-12-2017 - Concerto de Natal na Igreja Paroquial de Cortes do Meio